Apartamentos pequenos: soluções para morar bem em 40, 55, 60 e 64m²

Nos quatro apartamentos abaixo, a falta de espaço deixou de ser problema. Confira! 

abre-rgb

Com paredes a menos, marcenaria desenhada sob medida e móveis compactos, os apartamentos a seguir acomodoram os moradores com conforto e personalidade.

Aberto e luminoso | 40m²

Aqui, a estante, desenhada pela arquiteta Carol Miluzzi, faz toda a diferença no espaço integrado. Vazada, a peça funciona como divisória entre sala e quarto e abriga a TV, que gira para os dois lados. “Escolhi uma linguagem industrial leve para o projeto, que permite deixar os objetos à mostra de um jeito descolado”, explica. Os tons claros predominam e ajudam a ampliar o espaço. 

Apê 40m2

1. Peças transparentes garantem leveza a ambientes pequenos. Carol optou por cadeiras de acrílico junto à mesa de jantar, que fica recostada na parede. Vasos da Tricô Décor e jogo americano da Cosi Home. 

2. Na cozinha, roldanas seguram portas de vidro, que podem deixar as prateleiras à mostra ou não. A ideia é dar delicadeza ao ambiente e expor louças e taças. Sob a bancada, um nicho da marcenaria (Portal da Madeira) embute o frigobar. 

3. O sofá (João Ramalho Interiores) se transforma em cama quando necessário. A luminária (Tok & Stok) é um modelo de piso, que dispensa mesinha de apoio. Almofadas da Tricô Décor e quadros da Urban Arts. 

4. A planta quadrada facilita a circulação entre os ambientes.

5. Desenhada pela arquiteta, a estante vazada (Design Nonato) foi feita com perfis metálicos estreitos. A peça demarca os ambientes sem criar barreiras visuais. Na mesma linha, os móveis da varanda não atrapalham a vista. 

 

Vibe industrial | 55m²

As paredes descascadas e os tons sóbrios criaram a atmosfera masculina deste apartamento, em São Paulo. “O morador me deixou à vontade para criar e busquei inspiração no conceito de loft”, revela o arquitetoPaulo Mencarini. A única exigência era que o piano tivesse um lugar na decoração. Com um bom planejamento, o instrumento ficou em destaque e ainda sobrou espaço. 

Apartamento 55m2

1. Como o proprietário trabalha em casa esporadicamente, era preciso ter um home office. A saída foi criar uma escrivaninha enviesada para não atrapalhar a circulação no living. Luminária e cadeira da Poeira. 

2. Além de trazer personalidade ao ambiente, o tonel (Asbueno) funciona como mesa lateral. A peça, que tem uma tampa, pode ainda armazenar objetos. Ajustável, a luminária de leitura veio da Marché Art de Vie. 

3. Músico nas horas vagas, o morador não queria abrir mão de seu piano de parede. Com a boa divisão dos espaços, o instrumento, de 1,45 m de largura, ficou posicionado entre o sofá e a escrivaninha. Banqueta vermelha da Marché Art de Vie. 

4. As paredes vieram abaixo ma reforma para integrar a área social.

5. Na sala de jantar, a mesa redonda (1,10 m de diâmetro) é suficiente para o dia a dia e oferece apoio nas festas. Cadeiras vazadas não pesam no visual. Peças de ágata da Amoreira, pendente da Poeira e banquetas do Atelier Industrial (no balcão). 

 

Prático e flexível | 60m²

Este dúplex serve como casa temporária para um casal de Brasília, que vem sempre a trabalho para São Paulo. Apesar disso, eles não abriram mão de itens de conforto no projeto, assinado pelo arquiteto Mauricio Arruda. “Uma das sacadas foi apostar na marcenaria para conseguir acomodar tudo”, explica o profissional. Exemplo disso é a bancada da cozinha, que reúne pia, fogão e armário, além de funcionar como mesa de refeições. No quarto, sobrou espaço até para uma escrivaninha. 

Apartamento 60m2

1. O espelho no canto do quarto cria a sensação de profundidade. O armário de ferro (Collector) é pequeno e serve para apoiar objetos. Cadeira de O Ebanista.

2. No quarto, coube uma escrivaninha atrás da cabeceira. A luminária (Reka) pode ser movimentada para os dois lados. Roupa de cama da Casa Almeida e mesa lateral da Tok & Stok.

3. Livros ocupam os degraus da escada. A área embaixo dela recebeu a geladeira e um armário baixo. Cadeiras e louças da Tok & Stok e fruteira de papel de Domingos Tótora.

4. Sem braços, o sofá-cama de linhas retas se une à poltrona com base de madeira e à luminária magrinha. Tudo da Tok & Stok.

5. No térreo, fica a área social, com todos os ambientes integrados.

6. O piso superior, onde antes havia um terraço, agora abriga uma suíte.

 

Clima jovem | 64m²

Eram muitos os pedidos do casal de moradores deste apartamento para a designer de interiores Melina Romano, autora do projeto. “Eles queriam uma cozinha para receber, um sofá confortável e escritório”, conta. O maior desafio foi criar ambientes com essas funções sem que o visual ficasse carregado. Para isso, Melina planejou peças de marcenaria que aproveitam cada centímetro e são discretas.  

Apartamento 64m2 terreo

1. O projeto deslocou o estar e a área de serviço para a varanda. Ao lado do sofá (Fernando Jaeger Atelier), o armário desenhado por Melina (Pauá Marcenaria), com portas decoradas, esconde o tanque e a máquina de lavar.

2. Quando os moradores recebem convidados, o carrinho de chá (Fernando Jaeger Atelier) pode passear pelos ambientes: ele atua como móvel extra na cozinha ou serve de apoio para petiscos e bebidas na sala.  

3. Melina escolheu um sofá (Carbono) com braços finos e assento profundo para garantir conforto na hora de ver TV. A estante, com nichos embutidos, emoldura a tela e esconde a fiação. Mesinha da Codex Home e pufe da Tamtum. 

4. Com uma boa distribuição, coube até home theater no térreo.

5. A designer de interiores aproveitou o canto próximo ao teto, acima da janela, para instalar uma prateleira, que alonga visualmente o ambiente e exibe as coleções dos moradores. Sobre a mesa, luminária da Grifes & Design.

 

Apartamento 64m2 segundo

1. Os moradores adoram cozinhar para os amigos. Para que todos fiquem juntos, a bancada abriga o cooktop e a mesa de jantar para quatro pessoas. A coifa circular (Tramontina) não ocupa muito espaço. Pendentes da Bertolucci. 

2. Em vez de ficar ocioso, o vão embaixo da escada acomodou um armário, que funciona como despensa e acompanha o desenho dos degraus. Ao lado, uma horta vertical, acoplada à marcenaria, garante ervas sempre fresquinhas.

3. O truque para economizar espaço no banheiro foi criar uma marcenaria com nichos, onde os acessórios estão embutidos. Assim, a circulação fica mais confortável, evitando esbarrões. Acima do vaso, prateleiras estreitas apoiam outros objetos.

4. O segundo andar foi construído na reforma e abriga a suíte e o closet

5. Melina posicionou a cama king size, que era desejo dos moradores, na parede da janela. Isso não é usual, mas foi a forma encontrada para atender ao pedido. Uma cortina com blecaute veda a entrada de luz.

 

 

banner_gotoshop_casa

Clique e conheça a loja CASA CLAUDIA!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s