Este capacete revolucionará o modo como arquitetos comandam obras

Com a ajuda da realidade aumentada, o equipamento permitirá que profissionais vejam através das paredes de uma obra

(Daqri/Divulgação)

Criado pela empresa Daqri em parceria com a Intel, este capacete inteligente já está em fase de testes em setores da construção civil americana. Com capacidade de aplicação em diversas áreas, o equipamento promete ser um grande aliado para arquitetos e engenheiros.

Com um sistema de realidade aumentada, a viseira do capacete projeta uma reprodução do ambiente externo em uma imagem em 3D, imersiva e em grande escala. É como se o arquiteto ganhasse uma “visão de raio-x” de todos os elementos de sua obra.

(Daqri/Divulgação)

Como funciona?

Imagine, por exemplo, que você faz parte de uma equipe construindo um novo edifício. No meio do processo, você está no local para fazer a inspeção da instalação dos encanamentos. Ao olhar para cima, há um teto sendo instalado, mas você precisa saber o que está acontecendo por trás dele.

Através da viseira do capacete Daqri, o arquiteto tem acesso a uma interface que, instantaneamente, projeta tudo o que está em seu campo de visão. No entanto, alguns canos e dutos atrapalham a visualização completa do espaço. Na própria tela, você “deleta” as camadas que prejudicam a sua visão e consegue ver, com sucesso, a estrutura de aço da construção.

(Daqri/Divulgação)

Com esse nível de informação em várias camadas, arquitetos e engenheiros conseguem compreender melhor relações espaciais, detectar conflitos estruturais e, em geral, tomar decisões mais rápidas, mais informadas e com menos erros. “Ele habilita você a tomar decisões em campo, ao invés de esperar até o final do seu turno para verificar com seu supervisor”, diz Roy Ashok, diretor de produto da Daqri, ao ArchDaily

(Daqri/Divulgação)

Cada capacete é construído com três tipos diferentes de câmeras, que trabalham sincronizadas para localizar o usuário em um ponto no espaço. Uma câmera de detecção de profundidade decifra a geometria do espaço e os objetos dentro dele, capaz de identificar desde portas, janelas e mesas até um pequeno tubo. 

Com as informações captadas, o capacete cria um “mapa” de cada ambiente retratado. Outra câmera fica responsável pela leitura e mapeamento da temperatura dos objetos, que por sua vez são renderizados em 3D. “A combinação de onde você está com o sistema de odometria visual e o que está ao seu redor, faz com que você sabia praticamente tudo o que precisa sobre o mundo”, afirma Ashok. 

(Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s