Como montar seu próprio terrário: confira o passo a passo

Os minijardins são encantadores e ideais para quem tem pouco tempo para cuidar das plantas. Além disso, são fáceis de fazer. Veja como!

(Edu Leporo Fotografia/AccorHotels)

Participamos de uma oficina organizada pela AccorHotels, em comemoração ao Dia Internacional da Terra, e aprendemos a criar um terrário do zero. Para começar, escolha qualquer recipiente de vidro transparente e mãos a obra!

(Edu Leporo Fotografia/AccorHotels)

1º passo

Colocar uma camada de argila expandida no fundo do terrário. A argila funciona como um filtro para escoar o excesso de água, assim a terra fica úmida na medida certa para sua plantinha. A dica é não empilhar pedrinhas, assim podemos trabalhar com a maior quantidade de terra possível, dando mais espaço para as raízes crescerem.

(Edu Leporo Fotografia/AccorHotels)

2º passo

Acrescentar uma camada de areia, não muito grossa, em cima da argila expandida. Pode ser areia de demolição mesmo. Aqui não podemos usar areia que vem da praia, já que ela pode desequilibrar o pH do seu terrário. Essa camada de areia serve para manter a terra no lugar.

(Edu Leporo Fotografia/AccorHotels)

3º passo

Esse é o momento de colocar a terra. Escolhemos um tipo de terra para vaso bem leve e fofa. É legal tentar colocar o substrato até, no máximo, o meio do recipiente que você escolheu, assim as plantinhas não vão ultrapassar o limite do terrário quando crescerem.

(Edu Leporo Fotografia/AccorHotels)

4º passo

Fazer um pequeno buraquinho na terra onde você pretende colocar suas plantinhas e misturar um punhadinho de adubo orgânico. Esse adubo vai ajudar suas plantinhas a crescerem saudáveis.

(Edu Leporo Fotografia/AccorHotels)

5º passo

Chegou a hora de colocar sua mudinha no terrário! Escolhemos a fittonia, uma planta ornamental que não precisa de sol direto para viver, e pode ficar à meia-sombra tranquilamente.

(Edu Leporo Fotografia/AccorHotels)

6º passo

Essa é a parte final e mais divertida: decorar o terrário. Aqui você pode soltar sua imaginação. Nesse caso, nós usamos cascalhos, folhas de musgo e cascas de pinus.

(Edu Leporo Fotografia/AccorHotels)

(Divulgação/Revista CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s