Paisagista mostra como cultivar plantas consideradas pragas

Luiza Soares ensina como plantas marginalizadas e consideradas pragas pela facilidade de proliferação são utilizadas para compor ambientes verdes

Plantas que nascem, crescem e se reproduzem em condições precárias de solo e luminosidade e que se espalham com grande facilidade nunca foram as protagonistas dos jardins. Indesejadas por muitos, as plantinhas não convencionais, como musgos e aguapés, recebem uma atenção especial da arquiteta e paisagista Luiza Soares, que faz questão de incorporá-las na ornamentação de casa e no Ateliê de Cerâmica, em Minas Gerais.

LEIA MAIS: O paisagismo ideal à beira da piscina

Luiza Soares prioriza o uso de espécies não convencionais, como a Salvínea (foto), para compor arranjos com cerâmica (Luiza Soares/Divulgação)

Apaixonada pelo mundo do paisagismo, a arquiteta começou a utilizar as plantas discriminadas em seus projetos e percebeu que o número de adeptos a sua ideia foi aumentando cada vez mais. “Comecei a reparar na beleza das plantas não convencionais. Elas trazem uma estética natural para dentro de casa e não deixam a ornamentação tão previsível. O matinho propõe isso, esse diferencial que traz mais vida”, diz Luiza em entrevista à CASA CLAUDIA.

(Luiza Soares/Divulgação)

“Mato, musgo e plantinhas aquáticas são os vegetais que mais tenho gostado de usar na hora de compor arranjos em vasos. São resistentes e inusitadas para o público em geral, pois são plantas que menosprezamos justamente pelo fato de crescerem espontaneamente em qualquer lugar”, diz Luiza.

(Luiza Soares/Divulgação)

Com características propícias para a reprodução em grande escala (o pequeno porte facilita a distribuição de nutrientes por toda a planta), os musgos propagam-se rapidamente em ambientes úmidos e são ideais para quem não possui muito conhecimento sobre plantas ou tempo suficiente  para se dedicar aos cuidados necessários para deixá-las saudáveis e vistosas.

LEIA MAIS: 5 plantas para quem não leva jeito para a jardinagem

Já o aguapé, ao ser cultivado em tigela rasa de cerâmica, ganha um ar muito charmoso e pode ser usado como centro de mesa ou em outros lugares com boa luminosidade que fazem a planta florescer. “Gosto muito da ideia de inserir a cerâmica na composição. É um material mais orgânico voltado para essa proposta. Um musgo no vidro, por exemplo, não faz você pensar no sentido naturalista das coisas”, afirma. 

Morugem plantada em vaso (Luiza Soares/Divulgação)

Cuidados necessários

Por causa de seu pequeno porte e facilidade no cultivo, as espécies não convencionais não precisam necessariamente estar em um ambiente externo. Elas podem ocupar, inclusive ambientes como salas, cozinhas, áreas de serviço casa ou até mesmo um hall de entrada de um apartamento. 

Bonsai com forração de musgo e morugem (Luiza Soares/Divulgação)

LEIA MAIS: Vaso inteligente permite que as plantas não sejam regadas

Musgos, aguapés (Eichornia crassipes), salvinias (Salvinia molesta), alface-d’água (Pistia stratiotes) e morugens (Portulacaceaesão espécies que precisam de pouquíssimos cuidados e manutenção. “São plantas que podem se tornar uma praga, sim, pois apresentam um nível elevadíssimo de reprodução e resistência. Por isso, um controle constante e preventivo do crescimento por meio de podas regulares irá contribuir para evitar uma infestação, mesmo que elas estejam dentro de um vaso”, alerta.

(Divulgação/Revista CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s