Aposte no mix de preto, branco e caramelo no décor

Trio de arrasar: misturado ao caramelo, o clássico p&b fica moderno e perde qualquer vestígio de frieza. Inspire-se nestes projetos e produtos megacharmosos

No living da casa da designer sueca Josephine Ekström, o p&b surge revitalizado pela presença das almofadas de tecidos africanos, que a própria moradora costurou. Luminária de Giacomo e Achille Castiglioni (Flos), poltronas Bertoia (Knoll) e cadeira Bold (Lily & Oscar). (Birgitta Wolfgang/Sisters Sgency/Revista CASA CLAUDIA)

Em equilíbrio, o preto e o branco expressam dramaticidade e elegância, além de evocar o street style. Um jeito contemporâneo de usá-los é deixar um ou outro predominar no ambiente e distribuir interferências de caramelo, tom que aquece sem tirar a aura clássica da dupla.

À esquerda, a designer de interiores australiana Simone Haag elegeu o preto para ressaltar o aparador, a luminária e o quadro. Já o caramelo surge na cadeira Paulistano. Arquitetura do Workroom Design e construção da Augushi. À direita, o volume delicado dos pendentes de George Nelson (Herman Miller) se repete no vaso de porcelana (Nicole Toldi para Dpot Objeto) e na poltrona de couro de Flávio de Carvalho (Dpot). Tapetes da By Kamy, mesinhas hexagonais da Estar Móveis, banco da Ovo, quadro da Artshot, mesa de apoio do estúdio Lattoog (Empório Vermeil) e piso da Eucatex. (Derek Swalwell/Iara Venanzi/Revista CASA CLAUDIA)

Mas, como o p&b é um básico que sempre funciona, as possibilidades de combinação vão muito além. “Juntos, eles podem ser coordenados com superfícies metalizadas, como as de cobre, latão e alumínio, a fim de modernizar o visual”, ensina Charoonkit Thahong, decorador tailandês radicado em Nova York.

À esquerda, o living assinado pelo designer de interiores Charoonkit Thahong reúne mesa de vidro de Paolo Piva (B&B Italia) e pufes de rattan de Franco Albini. À direita, nesta sala de estar, o papel de parede (Adriana e Carlota Atelier para Branco) faz o fundo perfeito para a tela de Alexander Girard (Herman Miller), de 1972. Mesa quadriculada da Moooi (Micasa), revisteiro laqueado de Humberto Farias (Casamatriz) e luminária dos irmãos Castiglioni (Flos, à venda na Onlight). O sofá é da Carbono, os tapetes, da By Kamy, e as almofadas, da Dpot Objeto. (Andrea Ferrari/Iara Venanzi/Revista CASA CLAUDIA)

Fibras naturais, tramas geométricas e tribais também não deixam o dueto se apagar. O astral vanguardista do p&b prevalece ainda no design de objetos. “Por ser neutro e reforçar o contorno das peças, o preto cai bem em estéticas minimalistas, nas quais o branco surge nos detalhes só para imprimir leveza”, diz a designer paulistana Ana Neute. O bom é que não é nada difícil criar um décor com esse tipo de contraste.

Aposte na ideia: confira, abaixo, nossa seleção de produtos:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s