Brasília busca reconhecimento da Unesco como “Cidade Criativa”

A cidade quer se juntar às outras cinco brasileiras que fazem parte da rede internacional

(Bruno Pinheiro/Secretaria Adjunta de Turismo do Distrito Federal)

Brasília poderá fazer parte da Rede de Cidades Criativas da Unesco, conforme anunciado na tarde da última terça-feira, 06, em cerimônia no Palácio do Buriti. O objetivo é mostrar a vocação da cidade para o design, colocar a capital entre os destinos do turismo criativo, e fomentar a economia criativa local. Para isso, a candidatura se apoia principalmente no desenho do Plano Piloto, que completa 30 anos como Patrimônio Cultural da Humanidade.

(Bruno Pinheiro/Secretaria Adjunta de Turismo do Distrito Federal)

O design está presente desde o nascimento da nossa cidade, no dia a dia, passando por várias áreas criativas do Distrito Federal, como a gastronomia, artesanato, arquitetura”, disse Jaime Recena, secretário de Turismo.

Criada em 2004, a iniciativa é integrada por 116 cidades “que trabalham em busca de objetivos comuns: colocar as indústrias criativas e culturais no centro dos planos de desenvolvimento locais e cooperar ativamente por meio de parcerias entre cidades em nível internacional”, conforme explica a página oficial.

(Divulgação/Secretaria Adjunta de Turismo do Distrito Federal)

A Rede abrange sete áreas temáticas: artesanato e artes folclóricas, design, filme, gastronomia, literatura, artes midiáticas e música. Se aprovada, Brasília se juntará às outras cinco brasileiras participantes: Curitiba (design), Florianópolis (gastronomia), Santos (filme), Salvador (música) e Belém (gastronomia). Dentro do design, a capital ficará ao lado de destinos como Helsinki (Finlândia), Buenos Aires (Argentina), Montreal (Canadá) e Berlim (Alemanha).

(Lula Lopes/Setul-DF/Secretaria Adjunta de Turismo do Distrito Federal)

“A base [do turismo criativo] é sair do turismo contemplativo. Ele engaja moradores e empreendimentos locais a ir além do óbvio e revelar a alma da cidade por meio de experiências e produtos.”, definiu Tatiana Petra, co-fundadora do Experimente Brasília.

(Bruno Pinheiro/Secretaria Adjunta de Turismo do Distrito Federal)

Parte do Plano de Turismo Criativo da cidade, a candidatura já havia sido feita em 2015 na área da música, mas não foi aprovada. Neste ano, a nova tentativa deve ser entregue até o dia 16 de junho e será avaliada pela sede da Unesco em Paris. Os novos integrantes serão anunciados em 31 de outubro.

Fonte: Secretaria Adjunta de Turismo do Governo de Brasília

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s