Designers criam objetos para pessoas que sofrem com Alzheimer

Estudantes de design industrial criaram uma série de produtos domésticos desenhados para auxiliar aqueles que padecem com a doença

Estudantes do Instituto Pratt, em Nova York, criaram uma série de produtos domésticos e acessórios desenhados para ajudar aqueles que sofrem de perda de memória devido ao mal de Alzheimer. Apresentado na feira ICFF em maio, o projeto “Design for the Mind” é uma colaboração entre o Instituto Pratt, o museu Cooper Hewitt e a organização sem fins lucrativos, CaringKind.

(Reprodução/Dezeen)

Os estudantes de design industrial trabalharam com especialistas médicos e conversaram com os pacientes de Alzheimer e seus cuidadores para projetar os objetos. Cada item destina-se a auxiliar nas tarefas diárias ou ajudar a evitar situações complicadas e confusas. “Objetos e móveis não são feitos para serem apenas esteticamente agradáveis, mas são responsáveis por produzir relacionamentos, pensamentos, ideias e maneiras de ser”, afirmou a escola para o site Dezeen.

(Reprodução/Dezeen)

A série de objetos inclui o Mirror Table, de Sean Wang, que ajuda os usuários a reaprenderem tarefas simples imitando as ações dos outros. O cuidador se senta em frente ao paciente. Entre eles, uma estrutura de madeira aberta simula um espelho. Assim, o paciente reproduz atividades feitas pelo cuidador, como escovar os dentes ou se alimentar. “As pessoas aprendem copiando as outras pessoas”, disse Wang. “Nos últimos estágios do mal de Alzheimer, tarefas simples como comer e fazer a higiene pessoal são esquecidas e precisam ser devolvidas sempre”.

(Reprodução/Dezeen)

O relógio Sun/Moon de Jeff Yang destina-se a ajudar seu usuário a distinguir se é dia ou noite. A luz emitida pelo objeto se ilumina nas formas do sol e da lua dependendo do horário. “Detectar a noite e o dia é uma tarefa fácil, no entanto, para pessoas com Alzheimer, o amanhecer e o anoitecer são difíceis de distinguir”, disse Yang.

(Reprodução/Dezeen)

Aaron Ethan Green projetou um organizador de roupas para simplificar a tarefa de se vestir. Os compartimentos de armazenamento suspensos separam as roupas por cor para cada dia da semana, como um organizador de pílulas. “Para muitas pessoas com o mal de Alzheimer, lembrar-se de mudar de roupa é um desafio”, disse Green. “Este produto aborda esse problema, combinando a clareza organizacional de um organizador de pílulas semanal com um sistema de exibição de roupas suspenso”.

(Reprodução/Dezeen)

Outros produtos da coleção incluem uma gaveta de cozinha que oculta objetos afiados; um papel de parede de velcro que permite que os usuários armazenem objetos na parede (que ficam à vista e com fácil acesso); um andador com um espaço para plantinhas na frente e uma cadeira que dá abraços.

(Reprodução/Dezeen)

(Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s