8 erros de organização que deixam a casa bagunçada (e como resolvê-los!)

Armários caóticos? Fios expostos? Veja esses e outros erros de organização e aprenda a manter a casa sempre em ordem.

Sabia que algumas coisas que você faz para arrumar a casa podem estar fazendo com que ela fique ainda mais bagunçada? Mas fique tranquilo: são errinhos que todos nós cometemos sem perceber.

O primeiro passo para evita-los é entender a diferença entre organizar e arrumar. Separamos este e outros 7 erros de organização e como solucioná-los – prevenindo a bagunça, para sua casa ficar linda e em ordem por mais tempo!

 

1. Confundir organizar com arrumar

Essa é a principal dica da designer de interiores e personal organizer Paula Fuzeto, do blog Chega de Bagunça: arrumar e organizar são ações diferentes. As duas têm como objetivo final tornar o ambiente belo e agradável. A diferença é que a arrumação é temporária e puramente estética, enquanto a organização é racional, personalizada e permanente. Ou seja: não é só para ficar bonito, também é preciso ser funcional e prático.

 

2. Não ter um método de organização

Já definimos que organizar de verdade precisa de uma lógica. Logo, não adianta sair pela casa jogando lixo fora e limpando aleatoriamente – sem um método para a arrumação, sua casa ficará bagunçada novamente, muito mais rápido.

Antes de abrir os armários e começar a tirar os objetos, pare para pensar. Reflita: quem usa aquele espaço? Qual é a sua função? Por que ele está tão desordenado? Eu realmente preciso de tudo isso? Segundo a japonesa Marie Kondo, autora do best-seller A Mágica da Arrumação, você precisa manter em casa somente os objetos que tragam alegria. Uma vez escolhidos, é só determinar o lugar certo de cada um e sempre deixar lá. Depois, a organização funciona somente com manutenção, não precisando de grandes arrumações mensais. Esse truque economiza seu tempo, a curto e longo prazo.

01-erros-de-organizacao-que-cometemos-em-casa

Precisa de outro método? Inspire-se em nossas dicas para organizar os armários da cozinha, nesta matéria. Na despensa, por exemplo, os alimentos pouco usados como sacos extras de farinha, arroz e açúcar ficam nas prateleiras mais altas. Nos nichos, organize os itens por tamanho, prezando visibilidade: os maiores ficam atrás. Os menores, à frente. Tudo que é usado com frequência fica no meio, ao alcance das mãos. Dentro do armário, use suportes para elevar itens e cestinhas para organizar conjuntos de temperos. 

 

3. Mudar o lugar das coisas

De vez em quando, mudar o lugar dos objetos é benéfico e pode ser consequência de desapegos, doações, ou compras de coisas novas. Se esse não é o caso, não faça isso! Tudo na casa precisa ter um espaço fixo.

02-erros-de-organizacao-que-cometemos-em-casa

As cartas precisam de sua própria caixa ou gaveta, sem ficar passeando pela mesa de centro, braço do sofá e todas as partes da escrivaninha. Tenha um espaço para velas, outro para ferramentas, outro para produtos de papelaria… No caso de guardá-los em caixas, coloque etiquetas em todas.

Quando cada objeto tem um lugar específico para estar e um motivo, não tem porque haver bagunça. Depois de usar, lembre-se de colocá-los de volta no lugar certo.

 

4. Colocar muitos enfeites e objetos em pontos focais da casa

Temos três ambientes como exemplo: o hall, o quarto e a cozinha. Nos três, costumamos abusar de decorações específicas e congestionamos a decoração. O hall fica cheio de porta-retratos, cada um de um tamanho e com um modelo de moldura; a mesa de cabeceira do quarto possui plantas, revistas, perfumes, cremes, mais fotos… e a geladeira, estrela da cozinha, é lotada de ímãs, propagandas e mini calendários.

É importante estabelecer um limite de itens em cada local. Os retratos do hall devem ser bem escolhidos, ou parecerão jogados sem propósito. Além disso, menos fotos valorizam as imagens que estão exibidas!

03-erros-de-organizacao-que-cometemos-em-casa

Selecione os itens que irão para a sua mesa de cabeceira. De acordo com Paula Fuzeto, “o excesso de objetos nas superfícies da casa como mesas, aparadores e bancadas pode causar poluição visual”. Deixar apenas sua luminária de mesa, leitura do momento e um enfeite expostos é mais eficiente e evita a impressão do móvel estar sobrecarregado.

04-erros-de-organizacao-que-cometemos-em-casa

Já a geladeira não é quadro de recados. Tenha um local específico para guardar lembretes, listas de compras, convites e aquele ímã que você ganhou de lembrancinha no aniversário do sobrinho. A cozinha parecerá mais limpa e organizada.

Isso também vale para estantes: preencha apenas 80% das prateleiras e apenas com os livros importantes. Assim, você deixa espaço para um respiro do olhar e para objetos decorativos.

 

5. Não desapegar do que não usa mais

Presamos muito pela lei do desapego! É comum guardarmos o que não usamos mais e inclusive esquecermos que temos certos objetos, desde cadernos antigos (você nunca mais lerá a lição de matemática do colegial) até roupas e sapatos. Por isso, faça check-ups frequentes do que possui.

Além de ajudar o próximo quando os itens estão próprios para doação, o desapego libera espaço, fazendo com que seus objetos caibam de maneira mais ordenada em seus lugares.

Temos uma matéria sobre as perguntas que você deve fazer ao separar itens para doação e o que jogará fora. Entre elas, a famosa “usei isso no último ano”? Se não, é hora de jogar fora. Leia a matéria aqui.

 

6. Ter móveis demais para o tamanho da sua casa

06-erros-de-organizacao-que-cometemos-em-casa

Pecar pelo excesso é um erro tanto para o que guardamos dentro dos armários e expomos nas prateleiras quanto para os móveis da casa.

Não adianta querer ter um sofá de três lugares em uma sala que só tem metragem para um de dois; esse é um erro não só de decoração, como de organização, porque diminui o espaço útil para colocar o que realmente importa. Ambientes com muitos móveis parecem estar sempre cheios, então qualquer item fora do lugar se torna uma ENORME bagunça.

06-erros-de-organizacao-que-cometemos-em-casa

Uma boa ideia para aproveitar bem o espaço é investir em mobiliário multifuncional, como camas box que se abrem para armazenamento do enxoval. Quando se tem uma cama aberta, um saiote pode servir para esconder caixas embaixo dela, salvando o espaço do armário para outros itens ou excluindo a necessidade de comprar armários maiores só para isso.

 

7. Arrumar o armário por beleza, sem pensar na acessibilidade

Essa regra vale para roupas e sapateiras. Às vezes deixamos para frente aquele salto bonito ou a roupa que sonhamos em usar, mas não faz parte do nosso dia a dia. Essa atitude é contra produtiva. Se você sai para correr sempre, o primeiro par da sapateira deve ser seus tênis esportivos, por exemplo.

07-erros-de-organizacao-que-cometemos-em-casa

No armário o correto é deixar o que se usa mais nas gavetas de cima e o que se usa menos nas mais baixas. A roupa íntima, um item diário, fica nas primeiras, como a personal organizer Juliana Faria nos informou nesta matéria. Isso economiza o tempo que você passa procurando suas roupas e diminui o “mexe-mexe” excessivo que desordena as gavetas.

 

8. Não desembaralhar nem guardar fios e cabos

Cabos e fios espalhados de qualquer jeito se enroscam e se embaralham facilmente, o que enfeia o ambiente e também torna a tarefa de organizá-los desanimadora.

E, convenhamos, é impossível não ter uma bagunça de fios em casa. Temos infinitos aparelhos eletrônicos, adaptadores e carregadores antigos (esses últimos, por sinal, fazem parte do erro 5).  A boa notícia é que essa é uma bagunça controlável.

08-erros-de-organizacao-que-cometemos-em-casa

Para os cabos que você usa ocasionalmente, a solução é tirá-los de vista. Guarde-os em uma caixa, mas não largados: enrole-os e coloque cada um dentro de um rolo de papel higiênico vazio. Para deixar a caixa mais bonita, forre os rolos com papéis adesivos coloridos. Você também pode amarrá-los com produtos próprios para isso, como fitas de velcro.

Já os fios que ficam no chão, ligados a aparelhos como a TV e o computador, podem ser conduzidos rente à parede por suportes específicos que são vendidos em lojas de construção ou materiais gerais. Se a visão dos fios incomodar muito mesmo eles não estando emaranhados, invista em uma canaleta com tampa encaixada para disfarçá-los completamente. Veja essas e outras soluções para organizar seus fios na nossa matéria, no link.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s