Móveis planejados: tudo o que você precisa saber sobre eles

Acabamentos transados, ferragens resistentes e serviço de manutenção são as vantagens das grifes de modulares.

O mobiliário fixo da casa é um grande investimento, precisa durar muito tempo e ainda ficar bonito e prático. Por isso, vale a pena descobrir como as empresas dessa área funcionam e como tirar o melhor proveito de um projeto feito com elas.

As empresas são inúmeras, e os produtos e serviços que elas oferecem também variam bastante. Portanto, a sua escolha precisa começar com uma boa pesquisa. Veja revistas, faça buscas na internet e nas redes sociais, informe-se com seu arquiteto ou decorador e visite os showrooms das marcas que você pré-selecionar (aproveite para constatar se o visual dos móveis agrada e se o atendimento é cordial). Atualmente, as grifes de planejados dispõem de soluções para todos os ambientes internos da casa, como cozinha, lavanderia, banheiro, closet, home theater e home office. “Indico a meus clientes que façam os armários de cozinha, área de serviço e closet com empresas desse tipo, pois elas conhecem as dimensões adequadas e têm diversas opções de divisórias e acabamentos”, afirma a arquiteta Cristina Bozian.

É possível negociar

Além de se informar sobre a idoneidade da empresa, você precisa saber quanto os seus móveis irão custar. As marcas de planejados, em geral, sofrem custos extras, como o ponto da loja, vendedores especializados (muitos são arquitetos) e assistência técnica. Isso se refete em produtos e serviços de qualidade, mas que têm seu preço. A vantagem é que o valor pode ser dividido em muitas parcelas (até 12), o que permite diluir o custo do mobiliário ao longo dos meses. E, se você conseguir pagar à vista, dá para negociar um bom desconto. Segundo as grifes consultadas, é muito comum o cliente fechar um pacote para decorar vários ambientes, o que aumenta seu poder de barganha.

Como comprar

Para ir em busca de um orçamento, você precisa ter um desenho dos móveis em mãos. Ele pode ser traçado e detalhado por seu arquiteto ou por um profissional da própria marca de planejados. Se a ideia é comparar três orçamentos (o que é recomendável), a diversidade oferecida pelas grifes (dimensões, materiais, ferragens) pode levar a valores muito díspares. “O consumidor deve estar atento aos detalhes para analisar corretamente”, diz João Farina Neto, presidente da Todeschini. Portas de vidro, por exemplo, são bem mais caras que as de MDF e laminado. Segundo Cristiane Oliveira Borsato, da Adresse, o segredo é procurar orçar os mesmos itens. “Fica difícil analisar dois orçamentos se um tem gavetas com amortecimento, e o outro, não.”

É sob medida?

As marcas costumam usar módulos prontos, o que implica certa limitação. Um exemplo? Se o espaço disponível para seu armário de banheiro tiver 70 cm de largura e a empresa dispuser de um módulo de 65 cm, a área não será 100% aproveitada. “Mas, nas melhores lojas, as medidas são mais flexíveis e, com a ajuda de um profissional, você chega a uma combinação de módulos que garantirá um bom aproveitamento”, explica a arquiteta Luzia Ralston, da Faz Arquitetura. A Kitchens está entre as grifes que produzem projetos sob medida. “Trabalhamos não só com variações de centímetros mas também de milímetros”, afirma Alexandre Toffani, designer da marca.

Ferragens resistentes

“As ferragens usadas pelas marcas de planejados costumam ser importadas e superiores às empregadas por pequenas marcenarias”, diz a arquiteta Cristina Bozian. Esse é o item que mais pesa no custo de um projeto, representando de 30% a 40% do valor total. Dentro de uma só empresa, é possível obter orçamentos diferentes para o mesmo armário apenas mudando o tipo de dobradiça e corrediça que ele terá. No entanto, se o vendedor recomendar uma ferragem reforçada para um gavetão, é bom seguir o conselho – você não vai querer que nada despenque. “Uma boa conversa com o projetista esclarece como você pretende utilizar o móvel e em quais ferragens ou acessórios vale a pena investir”, explica Edson Busin, diretor de marketing da Dell Anno.

Vantagem: manutenção

Outro ponto positivo das grifes de planejados, segundo arquitetos e decoradores, é o pós venda, ou seja, a disposição da empresa em realizar reparos e resolver problemas quando o móvel já está instalado – mesmo depois de anos. Algumas oferecem assistência permanente, a exemplo de Adresse e Bontempo. “As marcas conceituadas têm um bom sistema de manutenção e continuam dando suporte ao consumidor”, indica a arquiteta Alice Martins, sócia de Flávio Butti. Desconfe se esse serviço não existe e se a garantia for inferior a cinco anos. Antes de fechar a compra, atenção ainda ao prazo de entrega: em geral, são 30 dias úteis ou 55 dias corridos após a checagem das medidas.

Novidades nos acabamentos

 

Uma das vantagens apontadas por arquitetos e decoradores nas marcas de planejados é a profusão de cores, acabamentos e acessórios. Essa indústria antecipa inovações, tem linhas assinadas por estilistas e está sempre antenada com tendências internacionais. Revestimentos que imitam madeira e portas de vidro colorido para as cozinhas estão entre as opções que bombaram nos últimos tempos. À esquerda, no ambiente da Kitchens, o armário superior é de laminado de madeira natural Zebrato. No closet da Segatto, portas de couro lezard preto.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s