Competição premia projetos voltados para assentamentos informais

Realizada pela Shelter Global, a The Dencity Competition premia ideias que empoderam os moradores de espaços como favelas e campos de refugiados

Iniciativas que tratam das questões que rodeiam os assentamentos informais, como favelas e campos de refugiados, se fazem cada vez mais necessárias. É com o objetivo de premiar ideias voltadas para esses espaços que a The Dencity Competition foi criada.

Competição da Shelter Global, que busca melhorar as condições de vida globais por meio da arquitetura e da construção, a premiação está na sua terceira edição e acaba de anunciar os projetos vencedores. Confira, abaixo, os primeiro, segundo e terceiro lugares:

1. Palestine: The Right to Water

(Divulgação/Shelter Global)

Com foco nos assentamentos dos refugiados na Jordânia para os palestinos que saíram de seu país após a guerra (Nakba) de 1948, o trabalho de Majed Abdulsamad, Jun Seong Ahn, Maria Isabel Carrasco e Haochen Yang busca disponibilizar acesso à água.

Descrição do projeto: “No contexto regional de dependência e subordinação sob o qual o campo se encontra, o The Right to Water usa a irregularidade e a extrema densidade do campo de refugiados para criar um sistema de coleta de água da chuva adequado e independente que possa capacitar a população para um acesso sustentável aos recursos além das limitações regionais. O projeto busca preencher a falta de água enquanto provendo bases estruturais para o futuro crescimento vertical dos campos de refugiados na densa cidade de Amã.”

2. Syria: Beyond Slums

(Divulgação/Shelter Global)

Olhando para os campos de fronteira que abrigam os refugiados da Guerra da Síria, que acontece há seis anos, o trabalho de Abdelrahman Magdy, Islam El Mashtooly, Idil Kantarci e Muhammad Habsah quer melhorar as estruturas disponíveis.

Descrição do projeto: “O objetivo é planejar e organizar a densidade de rápido crescimento dos campos de refugiados e melhorar as condições de vida por meio da introdução de uma nova infraestrutura inspirada em sua rica cultura e história. O processo de design começa com um ser humano e suas necessidades, que criam a menor unidade. Nós desenvolvemos um sistema modular ao redor da unidade. Adicionar outras unidades permite que a casa aumente em qualquer direção para diferentes necessidades e oferece uma flexibilidade para reagir a diferentes situações. Por meio da adição de unidades, uma habitação tradicional síria toma forma. Quando as habitações se unem, elas criam clusters; os clusters criam um bairro; e o bairro cria a vila”.

3. Delhi: Flood Resilience

(Divulgação/Shelter Global)

O projeto de Adèle Hopquin quer diminuir os riscos de inundação da favela de Yamuna Pushta, que existe há mais de 50 anos na margem do rio Yamuna, em Délhi, na Índia.

Descrição do projeto: “O objetivo é usar o risco de inundação recorrente como uma ferramenta para construir uma cidade mais equitativa. O foco é nos processos de transformação nas áreas da comunidade e nas maneiras como os espaços públicos podem ser adaptados à inundação e às necessidades das pessoas. A questão da inundação é política e só pode ser resolvida no nível da cidade. Primeiro, nós propomos um plano geral que abrange toda a cidade. Ele mapeia os potenciais locais de transformação em associação com os assentamentos existentes ao longo do rio, a fim de desenvolver um modelo de co-gestão. A visão maior é para capacitar os cidadãos, especialmente os habitantes das favelas. Nesse cenário, a cidade de Délhi compraria o terreno necessário para a criação da infraestrutura para as inundações. Ela também cuidaria das grandes construções e da sua gestão em caso de emergência”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s