Exposição de Valeska Soares na Pinacoteca relembra 30 anos de carreira

A mostra "Valeska Soares: Entrementes", em cartaz na Pinacoteca de São Paulo, explora técnicas sensoriais

Toda a mesa da série Epílogo Epílogo (2016). Mesas vintage, espelhos, vidros, jarros, decantadores e bebida alcóolica.

Epílogo (2016). Mesas vintage, espelhos, vidros, jarros, decantadores e bebida alcóolica. (Jeffrey Sturges/Pinacoteca de São Paulo)

Os 30 anos de produção da mineira radicada em Nova York, Valeska Soares, ganha destaque em uma exposição organizada pela Pinacoteca de São Paulo, que acontece entre os dias 4 de agosto e 22 de outubro.

A mostra “Valeska Soares: Entrementes” ocupa o quarto andar e o espaço de entrada da Pina Estação e conta com pinturas, colagens, objetos e esculturas que são permeados por temas como o sujeito e o corpo, a memória e os afetos, e as relações entre tempo, espaço e linguagem.

Série Vaga Lume (2007), com fios pendurados que vão do teto ao chão Vaga Lume (2007). Lâmpadas, corrente metálica.

Vaga Lume (2007). Lâmpadas, corrente metálica. (Divulgação/Pinacoteca de São Paulo)

Valeska nasceu em Belo Horizonte, em 1957, mas é radicada em Nova York desde o início da década de 1990. Bacharel em arquitetura pela Universidade Santa Úrsula, no Rio de Janeiro, a artista explora essa área em suas obras através da ideia de ponto de fuga como eixo central e do espaço como um lugar em que o observador se relacione, buscando sempre um engajamento e uma participação com a obra.

Em suas peças, é muito comum encontrar materiais reflexivos, como espelhos, em contraste com substâncias orgânicas e sensórias, como flores, para aumentar a experiência do visitante. Além disso, a artista costuma, com grande frequência, explorar técnicas sensoriais.

Quadro verde recortado no meio. O pedaço que cai revela um rosto Serie Doubleface. Pintura a óleo e recorte em retrato a óleo vintage.

Serie Doubleface. Pintura a óleo e recorte em retrato a óleo vintage. (Leandro Viana/Pinacoteca de São Paulo)

A exposição tem curadoria de Júlia Rebouças e traz obras do acervo do museu, de coleções particulares e da própria artista. “A mostra explora também obras que lançam mão da ideia de coletividade, seja pelo recurso da coleção, explorado em diversos trabalhos por Soares, seja pela constituição de uma experiência compartilhada, como em Epílogo (2016) ou Vagalume (2007)”, diz a curadora, em comunicado oficial.

A mostra faz parte de uma série de retrospectivas de artistas que iniciaram suas carreiras a partir dos anos 1980, sempre apresentadas no 4º andar da Pina Estação.

Exposição Valeska Soares: Entrementes

Quando: de 4 de agosto a 22 de outubro, de quarta a segunda, das 10h às 17h30min

Onde: Pinacoteca de São Paulo (Largo General Osório, 66, Santa Ifigênia, São Paulo/SP)

 

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s