Museu Lasar Segall comemora 50 anos com agenda especial

No local, a mostra 1967 – 2017 Museu Lasar Segall – 50 anos homenageia Maurício Segall, filho do pintor, escultor e gravurista

Praça do mercado de Meissen, c.1915.

Praça do mercado de Meissen, c.1915. (Divulgação/Acervo Museu Lasar Segall – IBRAM/MinC)

Foi após a morte de Lasar Segall (1891-1957) que sua esposa, Jenny Klabin Segall resolveu criar um espaço para conservação e autenticação de obras não assinadas pelo pintor, escultor e gravurista, nascido na atual Lituânia.

Hoje com a missão de preservar, estudar e divulgar a obra de Segall, o Museu Lasar Segall passou a funcionar na residência da família, na Vila Mariana, há 50 anos. Para comemorar a data, o espaço preparou uma agenda especial, com mostra e ciclo de debates.

Homenageando Maurício Segall (1926-2017), um dos filhos do artista e dirigente do Museu por 30 anos, a exposição 1967 – 2017 Museu Lasar Segall – 50 anos conta com acervos artísticos, bibliográficos e arquivísticos e fica em cartaz até 24 de setembro de 2018.

Entre as obras expostas, está a mostra Por caminhadas ainda mais distantes – as emigrações artísticas de Lasar Segall, que aconteceu em 1997 em Nova York e Chicago, seguindo, no ano seguinte, para Paris.

 (Divulgação/Museu Lasar Segall)

Na primeira semana de outubro, o ciclo de debates MLS 50 anos começa no dia 4 com a mesa Homenagem a Celso Lafer, com Claudia Perrone Moisés e Jorge Schwartz. No mesmo dia, Acervo de obras de Lasar Segall reúne Paulo Pasta, Stela Teixeira de Barros e Marcelo Monzani.

No dia 5, a mesa Arquivo de documentos conta com Vera D’horta, Ana Magalhães e Daniel Rincon e, o encontro Acervo fotográfico reúne Helouise Costa, Rubens Fernandes e Rosa Esteves.

Em 6 de outubro, a mesa Cinema e teatro no acervo da Biblioteca Jenny Klabin Segall será debatida por Eduardo Morettin, Sergio Carvalho e Monica Aliséris. No mesmo dia, Arquitetura do Museu Lasar Segall e arquivo histórico conta com José Lira, Johanna W. Smit e Monica Aliséris.

No dia 7, a mesa Maurício Segall e o Museu reúne Carlos Augusto Calil, Cristina Bruno e Marcelo Araujo. No mesmo dia, Educação e política na ação educativa será debatida por Amilcar Packer, Denise Grinspum e Elaine Fontana.

VEJA MAIS: Japan House apresenta instalação mutante de Kohei Nawa

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s