Dicas para ter um quarto mais acolhedor

Para quem tem um dia a dia corrido, chegar à noite em um quarto relaxante é um alento. A começar pela circulação, os profissionais lançam mão de recursos preciosos.

Circulação livre:

“Muita gente não considera o layout do quarto algo importante. Às vezes, não se sente à vontade no ambiente e nem sabe por quê”, diz a arquiteta Marcia Monteiro. Uma das razões pode ser a circulação. “Deve-se pensar em um mobiliário que proporcione livre movimentação”, afirma o arquiteto João Armentano. Também para o designer de interiores Roberto Negrete, essa é uma das primeiras preocupações. “Assim como o banheiro, o quarto é o lugar onde estamos mais desprotegidos. Não dá para viver tropeçando”, lembra. Entre a cama e a parede, o ideal é deixar a largura mínima de 70 cm.

Criado-mudo sob medida

Além de dimensionado para preservar a boa circulação nas laterais, o criado-mudo ideal é aquele pensado sob medida para suas necessidades: se você deixa o celular carregando, se precisa de uma moringa ou de espaço para os livros… Quando a área é enxuta, há saídas, como fixar a luminária de leitura na parede, o que libera centímetros sobre a mesinha.

Um título para uma foto sem titulo

Colchão e travesseiros

Um colchão firme que sustente a curvatura do corpo é a principal promessa de descanso. A indústria ampliou a oferta de recheios e revestimentos de modo a atender a diferentes necessidades. Por isso, na hora de comprar, a recomendação é experimentar. “Há desde os básicos de espuma e de mola aos mais sofisticados, feitos de látex ou viscoelástico”, conta Cristina Silva Costa, gerente da Copel. Se optar por um modelo de espuma, lembre-se de consultar a tabela de adequação de peso e altura. Por sua vez, o leque de travesseiros também é vasto, com modelos de penas, plumas, viscoelástico, fibras de poliéster, látex e espuma. Para escolher, leve em conta a posição em que você dorme.

TV e computador

Para muitos, a TV é um item essencial de lazer e comodidade no quarto. Se a área permite, os profissionais chegam a criar uma saleta. Caso contrário, ela é colocada à frente da cama, embutida em um painel que esconde a fiação. Esse móvel também pode ter um desenho multiúso, incluindo uma bancada para o computador. Porém, para quem tem difi culdade de pegar no sono, o ideal é não ter eletrônicos ligados por perto. “Você pode ter TV, mas desligue-a da tomada quando for dormir. O campo eletromagnético a menos de 3 m estimula o cérebro”, afirma Sergio Areias, vice-presidente da Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica.

Um título para uma foto sem titulo

Parede de cabeceira

Revestir a parede de cabeceira com papel, tecido ou palha é um hit entre os profissionais. Para incrementar a sensação de abraço, o projeto inclui um painel estofado de couro, camurça, linho, seda e até veludo. “Costumo indicar tecidos que sejam fáceis de manter e não acumulem gordura, como a camurça sintética impermeabilizada”, diz Marcia Monteiro.Um título para uma foto sem titulo

Cores suaves

Tons neutros e suaves, como cinzas e beges, são a escolha para uma atmosfera de descanso. Mas, se seu gosto pessoal pede algo mais animado, não precisa desistir. “Se quiser usar o vermelho, prefira uma parede que não seja vista o tempo todo”, recomenda Roberto Negrete.

Iluminação quente

A iluminação planejada e quente (nunca luz fria e direta) é unanimidade entre os profissionais. “Ter acesso fácil na cabeceira aos diferentes comandos é fundamental”, afirma a arquiteta Zize Zink. Além do interruptor da luz geral, os arquitetos combinam abajures que fornecem iluminação indireta com uma luz pontual de leitura, em geral luminárias de led ou xenon. Balizadores que sinalizam o ambiente sem incomodar o parceiro também são bem-vindos.Um título para uma foto sem titulo

Bem-estar nos detalhes

Dormir em lençóis macios de algodão e pisar em um tapete felpudo ao sair da cama são mimos que ajudam a começar bem o dia. “Gosto de carpete ou madeira no chão, e nunca um piso frio”, diz Negrete. Ter à mão uma bandeja com água ou um mancebo para dispor a roupa também é um conforto. “Além, é claro, do luxo do silêncio e da privacidade”, lembra Zize Zink.

Segredos de um cinco estrelas

Num hotel de luxo, o objetivo do projeto é cativar o cliente pelo conforto. “Hoje, as pessoas querem que a experiência da viagem comece no hotel”, diz Patricia Anastassiadis, responsável pela reforma do Tivoli São Paulo Mofarrej. Alguns recursos que ela usou nesse hotel:

– Em suítes maiores, descolo a cama da parede, voltada para a janela. Atrás dela, crio uma mureta que embute luminárias e apoia uma bancada. A TV fica à frente, vista de qualquer ângulo. Isso cria uma distribuição solta e multiúso.

– Recursos de luz lateral na cama, com abajur e luminária de led, além de dimerização.

– Na cama king size (2 x 2 m), lençóis brancos com mais de 300 fios e quatro travesseiros de densidades diferentes.

– O carpete no piso favorece a acústica e acolhe os pés. Cores relaxantes e claras, que remetam à limpeza.

– Na cabeceira, o couro sintético é fácil de limpar, assim como o revestimento vinílico nas paredes.

Um título para uma foto sem titulo
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s