Antigos gasômetros são transformados em apês de luxo em Londres

Construídas na segunda metade do século XIX, as estruturas ficam à beira do Regent’s Canal e abrigam 145 unidades

Construídas na segunda metade do século XIX, as estruturas ficam à beira do Regent’s Canal e abrigam 145 unidadesWilkinsonEyre

 (Peter Landers/WilkinsonEyre)

Quem vê os interiores do Gasholders, em Londres, não imagina que os três volumes cilíndricos costumavam ser gasômetros do século XIX. Projeto do WilkinsonEyre, o empreendimento residencial venceu um concurso em 2002 e foi inaugurado recentemente.

Construídas na segunda metade do século XIX, as estruturas ficam à beira do Regent’s Canal e abrigam 145 unidades

 (Peter Landers/WilkinsonEyre)

“Os gasômetros são estruturas históricas e industriais redesenvolvidas. Queríamos manter a presença da estrutura, mas dar um novo significado e uso para o futuro. Trabalhar com geometria circular resultou em ideias realmente bonitas”, disse Chris Wilkinson.

Construídas na segunda metade do século XIX, as estruturas ficam à beira do Regent’s Canal e abrigam 145 unidades

 (James Brittain/WilkinsonEyre)

Junto ao Regent’s Canal, os 145 apartamentos contam com paredes de vidro para valorizar a luz natural e a vista para a cidade. A maioria parte das unidades possui varandas ou terraços privativos.

Nos interiores, o projeto de Jonathan Tuckey Design priorizou os tons mais claros e neutros para contrastar com o estilo industrial das estruturas.

Construídas na segunda metade do século XIX, as estruturas ficam à beira do Regent’s Canal e abrigam 145 unidades

 (Peter Landers/WilkinsonEyre)

“Cada apartamento apresenta um conjunto muito diferente de circunstâncias, mas todos compartilham uma linguagem e atenção aos detalhes. Eu vejo claramente o nosso trabalho como mediador entre o que o edifício existente quer e o que a pessoa que vive nele precisa”, contou Tuckey.

Construídas na segunda metade do século XIX, as estruturas ficam à beira do Regent’s Canal e abrigam 145 unidades

 (Philip Durrant/WilkinsonEyre)

Na interseção dos três volumes, uma quarta construção forma um pátio aberto e integra as entradas dos prédios. Jardins foram instalados no rooftop de cada um deles – quem assina é o Dan Pearson Studio.

No Gasholders, as amenidades incluem academia, spa, lounge business, área de entretenimento com cinema e sala de jogos, bar, sala de jantar privativa e concierge 24h.

Confira mais detalhes nos vídeos abaixo:

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s