A história por trás do casarão histórico da CASACOR SC 2017

O edifício centenário já abrigou um asilo de órfãos e, após a mostra, poderá sediar eventos gerando renda para a Irmandade do Divino Espírito Santo

 (Lio Simas/CASACOR)

Com a incumbência de encontrar um lugar para sediar a CASACOR SC 2017 em Florianópolis, o franqueado Luiz Bernardo se deparou com um verdadeiro presente: um casarão no centro da cidade com uma história incrível. O prédio centenário (completou 107 anos no último dia 08 de setembro), que fica situado na Praça Getúlio Vargas, já sediou o Asylo de Órphãos da Irmandade do Divino Espírito Santo (IDES). A entidade presta caridade à população desde 1773. Hoje, atende cerca de 750 beneficiados diariamente, entre crianças, adolescentes, jovens e suas famílias. Através do trabalho da IDES, mais de 800 crianças já foram encaminhadas para adoção. Nos últimos 37 anos, o prédio abrigou o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf).

 (Lio Simas/CASACOR)

Com o edifício nas mãos, Luiz Bernardo, ao lado de sua mulher Francis, acompanhou as obras, que começaram em meados de julho, bem de perto. Todos os dias, logo cedo ele estava lá, pra cima e para baixo, vendo renascer o que seria o pano de fundo para a edição de Florianópolis da CASACOR SC 2017. Pano de fundo esse que foi aproveitado por diversos profissionais em seus ambientes. Marcelo Salum, por exemplo, descascou a parede e encontrou vestígios de tinta azul por baixo da pintura atual. Incorporou o acabamento imperfeito para o seu espaço “Mar Sonoro, Mar Sem Fundo, Mar Sem Fim…” que tem como principal tendência o Wabi-Sabi, uma filosofia e estética japonesa que valoriza a transitoriedade e a beleza das coisas – veja só – imperfeitas. Ladrilhos hidráulicos antigos e os grandes janelões que preenchem cada ambiente com luz natural em abundância foram outros presentes do edifício para os ambientes da mostra.

 (Lio Simas/CASACOR)

Todas as melhorias realizadas no casarão tornam o prédio apto a sediar, no futuro, eventos que podem gerar renda à entidade, fortalecendo a IDES. Ao toparem o desafio de restaurar o espaço em tão pouco tempo, Francis e Luiz Bernardo assumiram um compromisso com a comunidade da IDES e com a população da cidade que se beneficia com os serviços prestados à tanto tempo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s