Memorial da América Latina reabre auditório atingido por incêndio

A reforma do Auditório Simón Bolívar durou quatro anos e incluiu a reconstrução da tapeçaria de 840 m² feita por Tomie Ohtake

Após passar quatro anos fechado, o Auditório Simón Bolívar do Memorial da América Latina, em São Paulo, reabrirá novamente em 15 de dezembro. Em 2013, um incêndio destruiu cerca de 90% do espaço projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, incluindo a tapeçaria de 840 metros quadrados feita por Tomie Ohtake.

 (Fundação Memorial da América Latina/Divulgação)

Depois de uma grande reforma, o espaço será reinaugurado com um evento oficial de reabertura, que contará com a apresentação da Orquestra Jazz Sinfônica apenas para convidados. No dia 16, a Orquestra retorna ao palco ao lado de Baby do Brasil, Sandra de Sá, Vânia Bastos e outros artistas para homenagear a cantora Elza Soares com um show aberto ao público. 

Reforma

 (Fundação Memorial da América Latina/Divulgação)

Preservado pelo Patrimônio Histórico, o edifício teve a arquitetura original de Niemeyer preservada, ainda que o projeto tenha passado por algumas adaptações, principalmente, para atender questões de segurança. Cortinas, poltronas, carpetes, revestimentos, tudo foi feito com material de combate a incêndio.

O incêndio

O incêndio, em novembro de 2013, foi causado por um curto-circuito na abóboda. Cerca de 250 bombeiros trabalharam para apagar o fogo e 25 deles acabaram hospitalizados, quatro com ferimentos grave. Mas não foi só o projeto do arquiteto Oscar Niemeyer que foi destruído. Ali, havia também, uma das grandes obras públicas da artista Tomie Ohtake – uma tapeçaria de 840 metros quadrados que circundava o local.

Em setembro, CASA CLAUDIA esteve na fábrica da Punto e Filo, marca de tapetes e carpetes responsável por executar o projeto. Ali, a enorme peça está sendo recriada pelas mãos de cerca de 20 profissionais, com matéria prima doada pela INVISTA, e em uma única grande peça – diferentemente da tapeçaria original, que consistia de vários pequenos pedaços. 

Confira, em vídeo, essa história contada pelas peças fundamentais na recriação da obra de Tomie Ohtake:

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s