Mostra na Califórnia homenageia Lina Bo Bardi e Albert Frey

A Search for Living Architecture traça paralelo entre vida e obra dos dois arquitetos, e fica em cartaz no Palm Springs Art Museum até janeiro de 2018

(Lance Gerber/Palm Springs Art Museum Architecture and Design Center)

O Palm Springs Art Museum, na Califórnia, nos Estados Unidos, inaugurou no dia 9 de setembro a exposição Albert Frey and Lina Bo Bardi: A Search for Living Architecture, que traça um paralelo com as artes desses dois grandes artistas modernistas, que jamais se conheceram pessoalmente, e no entanto, possuem trajetórias de vida e obras tão similares.

Entrada de exibição Albert Frey and Lina Bo Bardi: A Search for Living Architecture (Lance Gerber/Palm Springs Art Museum Architecture and Design Center)

A mostra, que em tradução livre significa A Procura pela Arquitetura Viva, propõe um novo entendimento da arquitetura modernista, mais especificamente do estilo mid-century nas Américas, e o legado deixado por ela na arte contemporânea, com foco na analogia entre São Paulo e o sul da Califórina.

Cadeira Bowl de Lina Bo Bardi. (Lance Gerber/Palm Springs Art Museum Architecture and Design Center)

Quatro casas funcionam como o ponto de partida para a exibição. A primeira dupla, a Casa de Vidro de Lina e Casa Frey II, se assemelha pela fina estrutura de aço e paredes inteiramente de vidro. A terceira casa, Casa e Pavilhão Cirell, por Lina, mimetiza o ambiente com bromélias e musgos no Jardim Viana, enquanto a quarta, Casa de Alumínio, por Frey, apresenta arquitetura brutalista, e será transportada de Nova York para a Califórnia como parte da exposição.

Veja também: Mostra na Casa de Vidro explora o uso do material na arquitetura 

(Lance Gerber/Palm Springs Art Museum Architecture and Design Center)

As construções arquitetônicas modernistas serão representadas no Centro de Design e Arquitetura de Palm Springs por meio de esboços, maquetes, desenhos gerados por computadores, objetos de design e fotografias históricas e contemporâneas.

Cadeira Frei Egídio, de Lina Bo Bardi. (Lance Gerber/Palm Springs Art Museum Architecture and Design Center)

Lina Bo Bardi (1914 – 1992) emigrou da Itália para o Brasil em 1946, e Albert Frey (1903 – 1998), da Suíça para os Estados Unidos em 1930. Cada um criou casas, móveis, edifícios públicos e iniciativas para o design urbano que foram além do modernismo racionalista europeu, com o objetivo de abraçar o contexto social e ambiental específico de seus lares adotivos.

A exposição é co-organizada pelo Diretor de Arte do museu, Daniell Cornell e pelo arquiteto e pesquisador Zeuler R. Lima, e faz parte da Pacific Standard Time: LA/LA (PST: LA/LA), uma vasta exploração da arte latino-americana em diálogo com Los Angeles que inclui mais de 70 instituições culturais do sul da Califórnia. Albert Frey and Lina Bo Bardi: A Search for Living Architecture fica em cartaz no no Museu de Arte de Palm Springs até dia 7 de janeiro de 2018.

Veja também: Tapeçaria de Tomie Ohtake ganha nova versão após incêndio no Memorial da América Latina

(Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s