Já pensou ter em casa móveis do Ritz Paris? Agora você pode

O renomado hotel francês está leiloando mais de 10 mil itens do seu acervo, entre obras de arte e móveis usados por celebridades

O Hotel Ritz, em Paris, na França, é um dos mais luxuosos e conhecidos da Europa. Frequentado por famosos do porte de Audrey Hepburn, Ernest Hemingway e Lady Di, o ambiente respira luxo e glamour.

Porém, se esse não é o tipo de lugar que você frequenta com frequência, pode ser que consiga levar para casa um pouco da decoração e arte que permeia o hotel. É porque o Ritz está organizando um leilão gigantesco junto da Artcurial.

Veja também

O objetivo é vender mais de 10 mil móveis e itens de arte, que não combinam mais com o décor do ambiente, já que o hotel passou por uma renovação no valor de U$ 400 milhões. O novo projeto foi inteiro supervisionado e desenvolvido pelo designer Thierry Despont.

As peças listadas para venda ficarão expostas entre os dias 12 e 16 de abril em Paris, antes de serem oficialmente vendidas, entre os dias 17 e 21 do mesmo mês.

Dentre os itens leiloados, estão uma cama em que Audrey Hepburn se deitou para o filme Amor na Tarde, de 1957, sofás usados no ambiente particular do escritor Marcel Proust e bancos do bar preferido de Ernest Hemingway, que hoje recebe o seu nome.

Coco Chanel passou boa parte da sua vida no Ritz, onde morou em uma suíte no segundo andar de 1937 até a sua morte, em 1971. Foi ali também que Lady Di passou as suas últimas horas antes de sofrer o trágico acidente que levou à sua morte, em 1997.

O leilão inclui ainda lustres, jogos de cama vintage, roupões de banho, tapetes, estátuas, quadros e outras antiguidades que marcaram a história do hotel. Tudo isso, representa apenas uma pequena porção de todo o acervo do Ritz, que, segundo a ELLE Decor norte-americana, disse manter e restaurar mais de 80% dos seus móveis clássicos e objetos de arte antigos para mantê-los expostos junto com a nova decoração.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.