8 lugares escondidos dentro dos principais monumentos do mundo

Descubra quais são estes lugares escondidos e pouco conhecidos pelos turistas

Se você acha que conhece de verdade os principais monumentos arquitetônicos do mundo, como a Torre Eiffel, em Paris, e a Estação Grand Central, em Nova York, prepare-se: eles escondem alguns segredos em lugares pouco frequentados e conhecidos pelos turistas. Confira a lista de lugares incríveis que estão escondidos em marcos arquitetônicos ao redor do mundo:

1. O apartamento da Torre Eiffel

 (Reprodução/Architectural Digest)

Que o engenheiro Gustave Eiffel construiu um apartamento exclusivo para si mesmo no topo da torre mais famosa do mundo você já deve saber. Mas, o que pouca gente sabe, é que um segundo apartamento foi construído recentemente no primeiro andar (e ele está disponível para ser alugado temporariamente no site HomeAway).

2. O clube de tênis da Estação Grand Central

 (Reprodução/Architectural Digest)

Inaugurado em 2010, o clube de tênis Vanderblit foi construído em meio a movimentada Estação Grand Central, em Nova York. O clube ainda divide espaço com uma galeria de arte e até um estúdio da rede de televisão CBS.

3. O restaurante luxuoso do Chrysler Building

 (Reprodução/Architectural Digest)

Ícone dos anos 80, o restaurante Cloud Club ficou famoso por receber os principais magnatas de Manhattan em um dos edifícios mais emblemáticos da cidade, o Chrysler Building. Nos anos seguintes, o espaço foi substituído por escritórios. 

4. O bunker escondido no Hotel Greenbrier

 (Reprodução/Architectural Digest)

O porão histórico do Hotel Greenbier em Sulphur Springs, nos Estados Unidos, esconde um bunker construído em 1958 para esconder membros do congresso americano em situações de emergência durante a Guerra Fria. Hoje, o espaço é aberto para visitas monitoradas.

5. O espaço de adoração no museu Ons ‘Lieve Heer op Solder

 (Museum Ons’ Lieve Heer op Solder/Divulgação)

Para fugir da perseguição religiosa em 1663, um grupo de católicos que viviam em Amsterdã criou um espaço de adoração escondido no sótão de uma casa de canal holandesa, que atualmente funciona como um museu.

6. O quarto esculpido no Monte Rushmore

 (Reprodução/Architectural Digest)

Por trás dos bustos do Monte Rushmore, na Dakota do Sul, existe um espaço pouco conhecido pelos turistas. Esculpido na pedra, um quarto que seria usado como um memorial do monumento acabou tendo suas obras paralisadas em 1939. O espaço permaneceu intocado até 1998, quando uma caixa de memórias do designer Gutzon Borglum foi colocada no espaço. 

7. A caverna sob a Ponte Alexandre III

 (Showcase/Divulgação)

A famosa Ponte Alexandre III, em Paris, esconde uma escadaria que leva os visitantes até uma grande caverna localizada embaixo da ponte. O local foi transformado em uma boate que agita as noites da cidade.

8. A sala de cirurgias da St. Thomas’s Church

 (Reprodução/Architectural Digest)

Construída em 1822, a St. Thomas’s Church abrigou durante muito tempo uma sala de cirurgias, que só foi descoberta no ano de 1957. A construção histórica é a mais antiga do gênero e foi utilizada por estudantes de medicina da época. 

Fonte: Architectural Digest

 (Divulgação/Revista CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s