Amir Slama leva sabor de praia para coleção de décor

Estilista renova pela quarta vez sua parceria com a Tok&Stok

 (Divulgação/Tok&Stok)

O nome de Amir Slama é sinônimo de moda praia há mais de duas décadas no Brasil. Lançada em 1993, sua primeira marca, a Rosa Chá, foi sucesso absoluto durante anos tanto por aqui quanto no exterior. Em 2010, o estilista fechou a grife e abriu outra com seu próprio nome. Já há algum tempo, Amir descobriu no décor uma forma de ampliar seu olhar para outras paragens. A parceria com a Tok&Stok, por exemplo, já vem de longe. Começou em 2009 e chega agora à sua quarta edição. Desta vez, o clima dos balneários dos anos 1950 foi o tema central da nova estampa. Batizada de Resort Noir, ela está em louças, jogos americanos e almofadas entre outras peças. Além disso, conversa com a coleção de moda deste verão que também está nas lojas. “É um desenho tropical chic, uma estampa superimportante para nós. Propusemos para a Tok&Stok justamente para fazer a relação desse projeto com as roupas desta estação”, conta Amir. “As peças possuem elementos da natureza, em uma leitura clássica dos antigos balneários, e dialogam perfeitamente com o calor, praia, piscina ou campo”, ressalta. Mais do nosso bate-papo, a seguir!

 (Divulgação/Tok&Stok)

Esta é a quarta coleção que você desenha para a Tok&Stok. Qual sua relação com casa?

A possibilidade de ter meu design acessível a um maior número de pessoas é fantástico. E desde a primeira coleção que desenvolvi, me encantei não só com a equipe de criação, que trabalho em conjunto, mas acima de tudo com a qualidade dos produtos.

Você vê pontos em comum entre o processo criativo da moda e do décor?

Sim, criar para a casa, é vestir a casa…

Para a mulher, vestimos a mulher.

E o que é diferente?

Diferentes, apenas os cuidados com o processo técnico. A forma de estampar para a louça, e para a cama é um pouco diferente. Em alguns momentos precisam de algumas simplificações. De resto, é o mesmo prazer de fazer moda.

Você se inspirou nos balneários dos anos 1950 no Brasil para esta coleção. Quais são os destaques, os pontos fortes de inspiração?

A coleção foi inspirada na sofisticação e na feminilidade dos balneários dessa época, em que reinavam as vedetes do Teatro de Revista e quando as mulheres se inspiravam em musas hollywoodianas, como Audrey Hepburn, Grace Kelly, Lauren Bacall, Marilyn Monroe, Sophia Loren. Cidades como Guarujá, Rio de Janeiro, Petrópolis e Araxá eram os destinos chics do momento, onde havia todo um cuidado com os projetos arquitetônicos e com a decoração.

Por que a escolha desse tema?

Não tem muito um porquê. Toda a minha vivência e meus estudos de História do Brasil na universidade desenvolveram minha paixão pelas referências do passado. Certamente a memória afetiva de andar e passear pelo Guarujá quando criança está presente nas pesquisas. Afinal Pitangueiras com todas as construções dos anos 1940 e 50 são inspirações fortes.

De que peças você mais gostou?

Os hibiscos, retratados de um modo mais simplificado, trazem o traço do tropical chic. Sofisticado e latino.

Confira na galeria abaixo as fotos dos looks da Coleção de 2018 de Amir Slama e dos objetos de décor feito em parceria com a Tok&Stok:

 

Veja também

 

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.