O modernismo brasileiro nas peças de Gustavo Bittencourt

Referências e matérias-primas bem brasileiras são o foco dos móveis assinados pelo jovem designer carioca

Poltrona Eva, trabalho do designer Gustavo Bittencourt e do escritório de arquitetura Manga Rosa.

Poltrona Eva, trabalho do designer Gustavo Bittencourt e do escritório de arquitetura Manga Rosa. (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Você já sabe que o mês de outubro da Casa Claudia está supercolorido? A edição do mês vem com três capas arrebatadoras, que mostram combinações ousadas de tons. Na versão com o duo rosa e laranja (veja aqui), um dos destaques da cena é a delicada poltrona Eva, resultado da parceria entre o designer carioca Gustavo Bittencourt e o estúdio de arquitetura Manga Rosa.

“Flores foram a inspiração do design. A estrutura leve, com apenas três pés, e o estofado clarinho fazem referência à delicadeza das espécies”, conta Gustavo. Além deste modelo com estofado de linho e base de cobre, a Eva agora também tem lindas opções estampadas. Para conquistar de vez o coração, não?

Na versão floral, o assento surge estofado com o mesmo tecido do encosto. No modelo estampado com folhagens, o designer manteve a palhinha.

Na versão floral, o assento surge estofado com o mesmo tecido do encosto. No modelo estampado com folhagens, o designer manteve a palhinha. (Divulgação/ Montagem: CristinaVasconcelos/CASA CLAUDIA)

Apaixonado pela marcenaria tradicional e pelo movimento modernista brasileiro, como ele mesmo faz questão de contar, Gustavo explora estas referências em seu trabalho. No seu ateliê localizado em Petrópolis, região serrana do Rio, o designer desenvolve peças com uma mistura bem dosada de materiais – madeira, palhinha e metal estão no topo da lista – e de linhas puras. “Não foco em criações modernas. Acredito em móveis com identidade e traço atemporal”, diz. De fato, personalidade, ele tem de sobra.

Na galeria abaixo, veja mais peças com a assinatura de Gustavo.

See ya,
@tatianedomiciano

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.