A aprendiz

As aventuras de Paloma Danemberg no mundo do antiquário começaram cedo junto com o pai

Arnaldo e Paloma Danemberg

 (Divulgação/Arnaldo Danemberg Antiquário)

Tinha doze anos quando meu pai me convocou para a minha primeira viagem internacional “a trabalho”. A missão era clara: “Vamos aos leilões na Inglaterra! Seu pai vai trabalhar e precisa de uma boa assistente”. Não cabia em mim de tanta emoção. “Que responsabilidade!”, pensava.

Já tinha acompanhado alguns leilões no Rio de Janeiro, onde nasci e vivemos, e tido algumas experiências no interior de Minas e da Bahia. Sempre gostei de desafios e os leilões eram pura expectativa, frio na barriga e atenção. Uma grande aventura com sua dinâmica diferente e seus obstáculos. Ao chegarmos numa cidade do interior de Londres, fomos direto à Sotheby’s olhar os móveis à venda e seus catálogos. Meu pai marcava com uma bolinha vermelha tudo aquilo que era de seu interesse e minha função era ficar bem quieta, fazendo pensamento positivo e, por razões óbvias, não levantar a mão sob hipótese alguma.

Arnaldo e Paloma Danemberg

 (Divulgação/Arnaldo Danemberg Antiquário)

Primeiro lote, uma mão ao alto, em seguida a dele, outra ao fundo levantou, ele novamente, do nosso lado uma senhora faz um gesto tímido com a cabeça e ele por fim levanta novamente e arremata. Vendido para o Sr. Danemberg! “Wooohooooo!!!”, gritei alto! Era muita emoção! Nós ganhamos! O leiloeiro, inglês, cabelos grisalhos e, digamos, pouco simpático olhou pra mim com um olhar inicial de reprovação que em seguida deu lugar a um sorriso de canto de boca. E assim, lote após lote, fomos embora satisfeitos com o trabalho do dia. Enquanto minhas amigas iam para Disney, eu ia para o garimpo… E assim, me sentia diferente. Vivia a sensação lúdica de que tinha um tesouro escondido e secreto nas mãos.

Veja também

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.