Jardins de casas de vila

Perto do escritório do Jardineiro Fiel, uma vila charmosa, com jardins que mostram a personalidade de seus donos, faz você se sentir em um oásis

Gardênia e gerânios colocados em jardineiras na parede, ao lado da porta em projeto da paisagista Claudia Boturão d’Ávila

Gardênia e gerânios colocados em jardineiras na parede, ao lado da porta em projeto da paisagista Claudia Boturão d’Ávila (Evelyn Müller/Revista CASA CLAUDIA)

Perto do nosso escritório existe uma vila de casas pra lá de charmosa. Ela está inserida no meio do bairro de Pinheiros, em São Paulo, que está fervilhando no momento… Contudo, ao entrar na vila parece que você está num oásis: é possível sentir uma calmaria, a cidade pulsa de outra maneira.

Mas, o que mais me chama atenção nessa vila e em tantos outros lugares encantadores que encontramos escondidos em São Paulo, é o capricho com que cada metro quadrado de jardim é feito. As áreas verdes, muitas delas, minúsculas, tem que passar o seu recado e falam muito da personalidade de seus donos.

Veja também
Fachada da casa Letícia Nobell, um sobrado de vila construído em 1928 num agitado bairro da cidade

Fachada da casa Letícia Nobell, um sobrado de vila construído em 1928 num agitado bairro da cidade (Marco Antonio/Revista CASA CLAUDIA)

Perco tempo imaginando quem mora atrás daquela roseira trepadeira: deve ser uma senhora delicada, que fala baixo e que cozinha maravilhosamente bem. E na casa amarela do jardim de plantas desérticas? Será que mora um arquiteto interessante, que preza pela estética das plantas e as trata quase que como esculturas? E a casa azul da esquina, recém reformada, com um pequeno jardim que convida para entrar? Essa eu conheço! É a casa do Raposão e da Zara, dois cachorros das raças Corgi e White Terrier, que fazem visitas periódicas ao Jardineiro Fiel em busca de agrado. A casa vizinha não tem muro e nem portão. O jardim é da vila, da comunidade. Está ali para todos, desde que o tratem com o merecido carinho e respeito. E agora está todo mundo de olho, pelo tapume, na casa nova com ares industriais de Londres, que precisa de uma árvore linda para driblar o sol na fachada toda de ferro e vidro. O que será que vai ser plantado? Só quando a árvore estiver por lá vou ter todos os elementos para completar minha análise palpiteira.

Saiba disso! Assim como eu, outras pessoas dirão como você é, dependendo do que planta. Diga o que plantas e direi quem és. Hahaha! É exatamente assim que o seu jardim tem que ser! Ele é o seu cartão de visitas!

 

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.