Tire as flores do vaso!

Que tal compor os arranjos usando xícaras, latas, garrafas e outros suportes descolados? A florista Renata Gammarano dá dicas ótimas

Fim de semana de Dia das Mães chegando implora por um almoço delícia em casa, né? E, claro, flores não podem faltar. Só que, em vez de vaso, a sugestão de hoje é mostrar como os arranjos podem ficar lindos em outros recipientes. “Vale usar porta-mantimentos, canecas, jarras, leiteiras… Itens do dia a dia viram suportes lindos!”, ensina Renata Gammarano, da Hello, Flowers!

Nesta semana, a Rê, numa parceria com a Utilplast, deu um workshop focado justamente nisso. Enquanto dava dicas, ela montou um arranjo incrível num porta-utensílios e, depois, pediu que cada aluna criasse sua própria composição num desses “vasos” nada convencionais. Olhem só o que eu fiz usando um pote com tampa:

Juntei folhas de eucalipto, folhas secas de samambaia e orquídea chuva-de-ouro neste potinho que seria usado normalmente para guardar biscoitos no armário. Como o recipiente é baixo, a Rê me ensinou a grudar dois pedaços de fita floral (pode ser durex ou esparadrapo) sobre a boca, formando uma cruz. Essa “teia”, colocada antes do início da montagem, ajuda a segurar as flores de pé. Certifique-se, porém, de que as plantas escondem a fita, que não pode ficar aparente

Juntei folhas de eucalipto, folhas secas de samambaia e orquídea chuva-de-ouro neste potinho que seria usado normalmente para guardar biscoitos no armário. Como o recipiente é baixo, a Rê me ensinou a grudar dois pedaços de fita floral (pode ser durex ou esparadrapo) sobre a boca, formando uma cruz. Essa “teia”, colocada antes do início da montagem, ajuda a segurar as flores de pé. Certifique-se, porém, de que as plantas escondem a fita, que não pode ficar aparente (Rosele Martins/Revista CASA CLAUDIA)

Vejam aqui o que ela ensinou:

  • Na hora de comprar as flores, deixe de fora espécies muito aromáticas ou que soltem pólen, para não atrapalhar o almoço. Porém, se a ideia for servir uma macarronada, tudo bem colocar um arranjo de manjericão e outras ervas à mesa.
  • Meça quanto do caule vai ficar em contato com a água dentro do recipiente. Todo esse pedaço que fica submerso precisa ter as folhas removidas, ou a água suja e exala mau cheiro.
  • Corte os caules na diagonal antes de mergulhá-los na água, para que durem mais. Assim a flor consegue absorver mais água.
  • O estilo da Rê é mais orgânico: ela curte colocar as flores e folhagens sem planejar muito e deixa o arranjo seguir o desenho natural das espécies. “Arranjo bola não é minha praia”, diz ela. Monte o conjunto sem pressa e, se achar que não ficou bom, desmonte e comece tudo de novo.
  • Tenha cuidado com o equilíbrio nas cores: procure escolher flores cujos tons estejam em harmonia com a louça e a toalha. Se fizer um arranjo multicolorido, melhor ir de acessórios neutros à mesa.
  • Com relação ao tamanho, ela recomenda que o arranjo não ultrapasse uma vez e meia o tamanho da base, ou fica desproporcional.

Se empolgou? Então veja outras ideias de arranjos em suportes nada usuais nesta galeria:

Beijos e bom fim de semana!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s