Cores inspiradoras de Hilma af Klint

Em exposição na Pinacoteca de São Paulo, a obra da artista sueca, que viveu no século XX, traz uma paleta atual como nunca

Obra de Hilma af Klint The Ten Largest, No. 1, Childhood, Group IV, 1907.

The Ten Largest, No. 1, Childhood, Group IV, 1907. (Albin Dahlström / Moderna Museet, Estocolmo, Suécia/Pinacoteca de São Paulo)

Neste fim de semana aproveitei para ver a exposição Hilma af Klint: Mundos Possíveis, que está em cartaz na Pinacoteca de São Paulo, e me encantei com as telas gigantes da pintora sueca, que viveu na primeira metade do século XX. A paleta usada por ela lá nos idos dos anos 1900 foi o que mais me encantou e, por isso, resolvi fazer este post. A mistura doce e ao mesmo tempo forte de tons pastel, tão atual, me chamou a atenção. Como essa cartela de cores anda tão em alta ultimamente, pincelei alguns ambientes nessa mesma pegada para provar como a obra de Hilma pode ser inspiradora.

Integrante do “As cinco”, grupo artístico composto por mulheres que acreditavam ser conduzidas por espíritos elevados que desejavam se comunicar por meio de imagens, ela antecipou as estratégias surrealistas em mais de 30 anos. Pura vanguarda! A exposição vai até o dia 16 de julho e inclui 130 obras. Se estiver em São Paulo, não deixe de ver!

Abaixo, passeie pelos ambientes que separei para você e que conversam com a bela paleta de Hilma.

Obra de Hilma af Klint The Ten Largest, No. 8, Adulthood, Group IV, 1907.

The Ten Largest, No. 8, Adulthood, Group IV, 1907. (Albin Dahlström / Moderna Museet, Estocolmo, Suécia/Pinacoteca de São Paulo)

Sala colorida Sala de estar da mostra espanhola Casa Decor 2018.

Sala de estar da mostra espanhola Casa Decor 2018. (divulgação/Trendland)

Tudo descombina e fica lindo no ambiente da mostra espanhola Casa Decor, que aconteceu em março, em Madri. Aqui, uma explosão de tons candy e formas geométricas criam uma composição vibrante. O tapete em animal print trouxe um quê de ousadia.

Obra de Hilma af Klint The Ten Largest, No. 3, Youth, Group IV, 1907.

The Ten Largest, No. 3, Youth, Group IV, 1907. (Albin Dahlström / Moderna Museet, Estocolmo, Suécia/Pinacoteca de São Paulo)

Quarto om tons terrosos Projeto do arquiteto francês, radicado no Brasil, Jean de Just.

Projeto do arquiteto francês, radicado no Brasil, Jean de Just. (Renato Navarro/Revista CASA CLAUDIA)

Laranjas, azuis e tons terrosos compõem uma atmosfera aconchegante no quarto deste apartamento, assinado pelo arquiteto Jean de Just, que não tem medo de misturar estampas e cores.

Obra de Hilma af Klint The Ten Largest, No. 9, Old Age, Group IV, 1907.

The Ten Largest, No. 9, Old Age, Group IV, 1907. (Albin Dahlström / Moderna Museet, Estocolmo, Suécia/Pinacoteca de São Paulo)

Quarto com parede rosa Ambiente assinado pela designer de interiores Danielle Brustman.

Ambiente assinado pela designer de interiores Danielle Brustman. (Nicole Inglaterra/Yatzer)

O rosa está com tudo! Nesta proposta, assinada pela designer de interiores australiana Danielle Brutsman, ele vem lindo, bem clarinho, combinado com verde-esmeralda.

Obra de Hilma af Klint The Ten Largest, No. 6, Adulthood, Group IV, 1907.

The Ten Largest, No. 6, Adulthood, Group IV, 1907. (Albin Dahlström / Moderna Museet, Estocolmo, Suécia/Pinacoteca de São Paulo)

Sala de estar com sofá rosa Ambiente do editorial fotografado por Omar Sartor.

Ambiente do editorial fotografado por Omar Sartor. (divulgação/Trendland)

E para finalizar, outra proposta de rosa com verde. Desta vez, com verde-água e base cinza num mood mais elegante. Luminária e acessórios dourados complementam com sofisticação neste ambiente de um editorial da revista italiana Living Corriere.

Espero que você tenha se inspirado nas telas de Hilma tanto quanto eu!

Até o próximo post!

@nadiasimonelli

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.