A atriz e roteirista Patricya Travassos é apaixonada por reformas

“Não entendo por que as pessoas se estressam com uma obra”, afirma Patricya Travassos.

Tocar duas reformas ao mesmo tempo, em cidades diferentes, é motivo para tirar o bom humor de qualquer um. Mas não o da atriz e roteirista Patricya Travassos. “Isso, para mim, significa diversão”, afirma. Segundo ela, qualquer pessoa pode enfrentar um quebra-quebra com galhardia e sem grande sofrimento, desde que tenha boas doses de organização, autoconhecimento e entusiasmo. Há cerca de um ano, Patricya decidiu repaginar seu endereço oficial – um apartamento de 200 m², no bairro carioca da Gávea – na mesma época em que botava abaixo as paredes de um tesouro descoberto em São Paulo. No Rio, a intervenção procurou ajustar os espaços a seu momento de vida. “Moro aqui há mais de dez anos e já sabia bem os defeitos e as qualidades de cada ambiente. Quando me separei e meu filho saiu de casa, me vi sozinha e achei que merecia uma planta mais adaptada a meu dia a dia”, conta. Ela queria transformar os quatro quartos em dois, ter um closet decente e colocar o escritório, onde passa longas horas, junto da sala. Fazia questão, também, de uma cozinha gostosa, pois todos os encontros de amigos e familiares acabam em volta do fogão. Para ajudá-la, contratou a designer de interiores Paola Ribeiro. “Foi uma ótima parceria. Paola me mostrou como racionalizar os acabamentos e planejar com antecedência cada etapa. Aluguei um pouso em Ipanema por seis meses, mas visitava a obra direto”, conta. Já o imóvel paulistano, remodelado pelo arquiteto mineiro Marcelo Alvarenga – com a empolgada participação da atriz, claro –, tornou mais confortáveis suas estadias na cidade. “Ali, encontrei uma joia: apê térreo antiguinho, no bairro dos Jardins, com vista para o pátio interno. Quebramos tudo. A verdade é que adoro brincar de casinha. Quando viajo, só compro objetos de decoração. Agora, estou cheia de planos. Quero tocar a reforma do meu filho, no Baixo Gávea, e construir um refúgio na serra”, conta. O terreno Patricya comprou há tempos, num condomínio em Araras, distrito de Petrópolis, RJ, e pretende erguer um pequeno loft por lá. “Esse negócio de obra vira vício.” Alguém duvida?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s