Casa de campo em Itu mistura o colonial e o contemporâneo

A designer de interiores Adriana Penteado não seguiu regras ao planejar sua casa de campo no interior paulista. Preferiu fazer escolhas que garantissem momentos da mais pura felicidade

Adriana Penteado já era designer de interiores muito antes de saber que a profissão existia. “Desde criança, eu adorava mudar tudo em casa. Lembro que, uma vez, minha avó perguntou onde estava a mesa lateral da sala e precisei confessar que a tinha transformado em criado-mudo no quarto”, conta, aos risos. Daí, para assumir o gosto como ofício, foi um pulo. E, tanto na infância quanto depois, ela sempre fugiu das normas rígidas ao pensar o décor. “Claro que me preocupo com equilíbrio, proporção. Mas priorizo originalidade e conforto.” Justamente os dois elementos essenciais da morada de 700 m² em Itu, SP, idealizada para o lazer da família. O combinado com o marido, o advogado José Cássio Penteado, era erguer um refúgio que evocasse as construções típicas da Barra do Sahy, no litoral paulista, destino das férias dele quando menino – do desejo nasceu o telhadão colonial, que se esparrama e forma a varanda. A mulher, porém, sonhava com uma proposta mais contemporânea. “Negociamos e chegamos a este mix, que chamo de fazenda pop”, diz a designer de interiores – ela contou com a ajuda de Dênis Pieroni, arquiteto da equipe de seu escritório, na elaboração do projeto. O resultado remete ao aconchego das moradas de praia uruguaias, nas quais sobressaem madeira e pedra, a base perfeita para as inusitadas junções de tecidos e cores características do trabalho de Adriana. Aqui ela também exercitou a preferência por reunir peças com história – herdadas de parentes e trazidas de feirinhas e viagens. “O principal objetivo foi atendido: ter um espaço para sermos felizes”, conclui.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.