Casa de praia em Paraty: decoração com tons de azul

O tom das ondas quebrando ao longe inspirou a decoração desta casa no litoral de Paraty, RJ, tão leve e fresca como a brisa que sopra da praia

Se tivesse de escolher um perfume para definir o espírito desta proposta, Marina Linhares, com a autoridadede quem criou uma linha de aromas para ambientes, apontaria o de arruda.“Transmite aconchego”, afirma. Justamenteo pedido do casal que comprou a morada de 930 m2, com projeto arquitetônico assinado por João Armentano, e incumbiu a designer de interiores de repaginar o décor. “O traço do João, limpo e claro, facilitou meu trabalho. Era como uma imensa tela em branco”, diz a profissional, que pincelou tons azuis por toda a base neutra. A cor não foi escolhida ao acaso: lembra o mar do litoral fluminense, onde os proprietários se refugiam na companhia da filha e de amigos sempre que os compromissos em São Paulo permitem. O verde também dá as caras por aqui, principalmente no paisagismo, a cargo de Isabel Duprat. “A vegetação ajudou a proteger faces expostas. Os janelões são ótimos para abrir a construção ao exterior e deixar a luz e a brisa entrarem, mas áreas de sombra se fazem igualmente necessárias. Praia sugere longos papos na varanda, daí a importância de amenizar o sol”, explica Marina.

Além da cor predominante, Marina lançou mão de peças de valor afetivo, jápertencentes à família, e de itens cheiosde personalidade para atender ao pedido dos proprietários. “Quando vocêcompra uma casa, ela vem com bagagem, história. Meu papel foi dar à construção a cara dos novos donos”, resume. Isso sem descaracterizar o projeto existente – guarda-corpos de vidro, placas de limestone no piso e demais elementos da arquitetura original, ao estilo contemporâneo de Armentano, permanecem. Mas os toques pessoais de Marina e dos proprietários ficam bastante evidentes, como atesta a bem orquestrada combinação de estampas com texturas e influências. “A decoração segue um mix inusitado. Misturei móveis rústicos com modernos e adicionei elementos chineses, objetos trazidos de antiquários, obras de arte superatuais… A ideia era também imprimir um ar leve e divertido aos espaços, afinal, trata-se de uma casa de lazer”, diz, lembrando outro aroma bem-vindo para descrever a sensação que o refúgio passa: laranja com canela.“Ele remete a momentos felizes, como os vividos aqui”, garante a profissional.

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s