Casa é repleta de móveis vintage e objetos com história

Esta casa tem tudo para deixar o dia a dia dos moradores mais feliz: fica em frente à praia, num lugar bem tranquilo, e traz uma decoração apaixonante.

O empresário Fábio Gerevine está no time dos paulistas que foram em busca de uma vida mais tranquila em Santa Catarina. “Morar em frente ao mar é a melhor coisa do mundo. A gente fca mais perto da natureza, acompanha as mudanças de estação…”, diz. Hoje seu endereço é na praia da Ponta de Baixo, em São José, município vizinho a Florianópolis, numa casa de 450 m², em que ele e a mulher, a dentista Claudia Zorzo, foram logo derrubando paredes para integrar estar, jantar, biblioteca e cozinha. Na decoração, Fábio mostra suas paixões: os móveis e os lustres vintage, quase todos vindos de sua loja, a Mercato Art, um misto de antiquário e galeria de arte em Floripa.

No subsolo, um mundo à parte

Pai de dois garotos – Eduardo, 3 anos, e Pedro, 3 meses –, Fábio sabe que suas antiguidades são incompatíveis com crianças. No fim do ano passado, o piso inferior da casa, antes ocupado por seu ateliê de restauro, cedeu lugar a um ambiente mais despojado, na medida para ser usado pela família no dia a dia. “Desenhei e executei todos os móveis”, orgulha- se o empresário, que já foi dono de uma fábrica de mobiliário de demolição. Na cozinha gourmet, coração do ambiente, ele prepara paelhas e risotos de camarão para os amigos – e as crianças, que têm uma saleta com brinquedos e TV só para elas, se divertem pertinho dos pais.

Memórias em construção

Reunir objetos de família é receita sem erro para uma decoração acolhedora. Mas Fábio recebeu poucas heranças. “Exceto por um banco de jacarandá que foi da minha mãe e alguns quadros, não fiquei com quase nada”, conta. O que não o impede de obter o mesmo resultado – as antiguidades exibidas pela casa (algumas estão nestas fotos de detalhe) são fruto de um cuidadoso garimpo. “Escolho o que me toca. Se a peça vai valorizar ou não, pouco importa.” A motivação está na ideia de deixar o bricabraque para os meninos.“Não herdei muita coisa, mas meus filhos certamente herdarão.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s