Casa ganha nova distribuição e tons de azul para rejuvenescer ambientes

Com pitadas desse tom e uma nova distribuição dos espaços, esta casa paulistana ganhou visual leve e ficou a cara dos moradores

Nunca faltou claridade nesta morada em São Paulo. A luz chega sem cerimônia através de grandes janelas e portas para banhar cada canto da área de 410 m². Isso Fernanda, a moradora, não desejava mudar de jeito nenhum. Mas, depois de 11 anos instalada na casa com o marido e os dois filhos, ela sentiu vontade de atualizar os ambientes. “O tempo passou, as crianças cresceram, e percebemos a importância de criar um lugar mais aconchegante para reunir a família e receber os amigos”, conta. Assim, quando os arquitetos Fernanda Abs e Fred Benedetti assumiram o projeto de repaginação, a primeira medida foi remodelar o living. “Antes pouco aproveitado, agora ele divide terreno com a sala de jantar, que, por sua vez, cedeu o antigo posto ao espaço de TV”, explica a arquiteta. Na decoração, a paleta neutra seguiu reinando – a novidade é que acolheu pontos de azul em detalhes como almofadas, livros de arte e quadros. “O tom trouxe colorido sem exagero e se harmonizou com os elementos que já existiam”, diz a xará da proprietária.

Na reformulação da cozinha, a ordem foi abrir espaço. O ambiente se despediu da ilha de trabalho, que dificultava a circulação, e acomodou um balcão menor para refeições rápidas. A mudança trouxe leveza visual e autorizou a entrada de revestimentos escuros – as placas que imitam tijolos e o granito preto são gabriel – na área completamente branca. “Dessa forma, o local ganhou atmosfera calorosa, efeito estendido à copa graças ao papel de parede estampado e à luminária de cobre do designer Tom Dixon”, conta a arquiteta. O projeto da casa ficou completo com a participação de mais duas profissionais: a home organizer Cecilia Meira, responsável por propor jeitos inteligentes de guardar os objetos da família; e a paisagista Renata Tilli, que introduziu novas espécies no jardim e fortificou as árvores existentes. Os passarinhos aprovaram, e agora, além da luz, o que também não pede passagem para entrar na morada é o canto dos bem-te-vis.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s