Ciro Pirondi e a nova sede da Prefeitura de Taboão

O arquiteto Ciro Pirondi, de São Paulo, fala sobre seu projeto para a sede da Prefeitura Municipal de Taboão da Serra, idealizada para integrar a população ao poder público.

*Matéria publicada em Casa Claudia Luxo #31 – Novembro e Dezembro de 2012

ciro-pirondi-prefeitura-de-taboao

 (/)

Consciente do importante papel que os arquitetos devem desempenhar no desenvolvimento urbano, Ciro Pirondi afirma: “A arquitetura é uma expressão de desejos humanos para tentar propiciar ao homem uma sociedade melhor”. De fala tranquila e franca, ele conta como idealizou a nova sede da Prefeitura Municipal de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, e revela suas inspirações.

Como o projeto foi pensado?

As principais características são aquelas que acho que todos os espaços públicos precisam ter, que é propiciar o encontro entre as pessoas. Acredito que uma obra pública, por excelência, deve ter a ideia do convívio e de fazer com que os cidadãos entrem nesse lugar de maneira natural, que seja a extensão da cidade. Por isso, o projeto é todo suspenso, o chão adentra e desenha o lugar. São dois volumes que se interpenetram: um mais horizontal, onde fica o prefeito e todas as assessorias, e outro vertical, onde estão as secretarias.

 

De onde veio a inspiração?

Nós, arquitetos, sempre buscamos inspirações em nossa vida. Todos bebemos na memória dos nossos mestres, nas coisas que nos inspiram no dia a dia. É claro que todo o meu trabalho tem um resgate baseado naquilo que aprendi com os mestres da arquitetura brasileira, como Oscar Niemeyer, Lucio Costa, Vilanova Artigas e Lina Bo Bardi. A estrutura de concreto, os vãos livres, isso tudo está dentro da gênese da arquitetura moderna brasileira. Eu acho que a arquitetura é uma arte que tem um pé na realidade social. Se não tiver isso, ela perde a força.

 

O que esse projeto significa para você?

Por ser um trabalho que vai abrigar a sede de governança de uma cidade, ele tem um significado de democracia e de liberdade. Vai de alguma forma ser um lugar simbólico, onde o povo daquela região será representado.

 

Que personalidades você admira?

Eu amo música. Sou muito apegado ao rock, porque Beatles e Rolling Stones fizeram parte da minha vida. Também amo música clássica. Sou apaixonado por Bach, que preenche o mundo na minha cabeça quando o escuto. Na arquitetura, o número 1 para mim é Lucio Costa. Também me marcaram Le Corbusier, Alvar Aalto e Mies van der Rohe. Nas artes, Picasso, Cézanne e Velázquez. Na literatura, Machado de Assis e Guimarães Rosa são unanimidades. Mas admiro ainda o escritor búlgaro Elias Canetti e o caribenho Derek Walcott.

 

O projeto em uma frase?

O espaço do convívio social.

*Matéria publicada em Casa Claudia Luxo #31 – Novembro e Dezembro de 2012

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s