Conheça a casa do designer italiano Fabio Novembre, em Milão

Entre árvores, serpentes e tentações vive Fabio Novembre. Em sua casa-estúdio, em Milão, família e trabalho andam juntos e seus símbolos favoritos estão por toda parte

conheca-a-casa-do-designer-italiano-fabio-novembre-em-milao

 (/)

O que esperar da casa de Fabio Novembre? Dono de uma cabeça fervilhante, o arquiteto e designer italiano não poderia mesmo morar num lugar básico e sem surpresas. No galpão que arrematou num leilão e transformou em moradia e estúdio – transitando livremente entre essas duas áreas da vida –, ele expressa sua visão do mundo e de si mesmo. “Deus expulsou Adão e Eva do paraíso. Como sou revolucionário, decidi que resisto e construo minha casa na árvore da perdição”, afrma, rindo. O “tronco dos enamorados” é o pilar que sustenta esse Éden imaginário, com espaços amplos e muitos momentos de exuberância criativa. Fabio gosta de criar com certa dose de confusão ao redor. Enquanto faz uma reunião, não é de estranhar que sua mulher, a modelo argentina Candela Novembre, pose para um ensaio fotográfco aproveitando a área da casa e que suas pequenas Verde e Celeste abram a porta secreta que liga a sala ao estúdio para dizer: “Oi, papai”. “Não me importo que as meninas deixem bonecas espalhadas pelos ambientes. Elas também têm o direito de expor seus objetos de arte”, diz, às gargalhadas. É nesse mundo familiar e dominado pelo sexo feminino que o designer encontra inspiração. “Vivo na casa mais bonita do mundo.”

Fabio Novembre: aos 46 anos, Fabio se define como um homem sem fronteiras e sem amarras. Nasceu em Lecce, no sul da Itália, se formou em arquitetura em Milão e anos mais tarde passou uma temporada em Nova York. Apaixonado pelo que faz, é conhecido mundo afora pelos móveis que assina para marcas como Cappellini, Flaminia e Meritalia e também pelas ambientações cenográficas que inventa para restaurantes, lojas e hotéis. Declaradamente fã do design brasileiro, acha que os irmãos Campana deveriam ocupar o Ministério da Cultura. “Eles são fenomenais.”

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.