Olhar de colecionador: 3 experts abrem a casa e mostram seus acervos

Como usar design, arte e fotografia no décor de um jeito bacana? Em CASA CLAUDIA de outubro visitamos três especialistas – um designer, uma galerista e um fotógrafo – para saber como deixam à mostra os objetos de sua paixão

Hugo França: jogo de opostos

01-casa-claudia-outubro-olhar-de-colecionador

 (/)

Na casa de Hugo França, em São Paulo, tudo tem um porquê. Começando pelo hall de entrada, onde pendurou uma gravura do conterrâneo Iberê Camargo, para enfatizar sua origem gaúcha, e tingiu a porta de azul-klein (cor negociada com o vizinho). Apartamento adentro, as paredes e o piso brancos servem de suporte minimalista às peças de madeira bruta criadas pelo morador, além de clássicos do design (só os seus  preferidos) e obras de arte. “A ideia era que o ambiente se parecesse com o cubo branco de uma galeria”, conta. O designer escolheu a base neutra justamente para trazer leveza, em contraponto à identidaderústica de seus móveis. A mesa de jantar impressiona com seus 5 m de extensão. Abaixo dela está acoleção de banquinhos, escolhidos no lugar de cadeiras para não tirar o destaque da peça principal. Naárea de estar, os mestres do design brasileiro ocupam uma posição relevante. “É sempre bom ter o trabalho de gente inspiradora por perto.”

Gabriela Moraes: viver com arte

02-casa-claudia-outubro-olhar-de-colecionador

 (/)

Em vez do que costuma acontecer em algumas casas com muitas obras de arte, na desta carioca, diretorada galeria Nara Roesler no Rio de Janeiro, os trabalhos ficam expostos de modo a favorecer a interação.“Apesar de ter apostado no conceito de tela em branco para valorizar as peças, não gosto da ideiade uma ‘casa-museu’, em que você não pode tocar nada”, diz. Artista plástica – formava a dupla Paula-Gabriela, em parceria com Paula Boechat –, a moradora pensou numa decoração que combinassecom as obras e diz que, uma vez por ano, troca tudo de lugar. “Nessas ocasiões, pego trabalhos queestão guardados e faço novas combinações. Mas os painéis do Luiz Zerbini nunca saem.” Para pendurar,Gabriela conta com a consultoria dos próprios artistas ou de um montador especializado. Segundoa galerista, é um privilégio conviver com tanta arte. “Estar tão perto das obras faz com que eu me sintaparte delas. É algo transformador.”

Romulo Fialdini: acervo de cliques

03-casa-claudia-outubro-olhar-de-colecionador

 (/)

Em um sobrado de três andares, onde antigamente funcionava a escola de dança do coreógrafo Ismael Guiser, hoje há uma mistura de morada, estúdio fotográfico e escritório. É aqui que o fotógrafo Romulo Fialdini vive há seis anos. Os espaços de trabalho ocupam os dois primeiros andares, enquanto no terceiro fica a casa propriamente dita – uma espécie de loft, com espaços integrados e grandes janelas. “Fiz questão de ter luz natural. Gosto de ver como os objetos se transformam com a passagem dela durante o dia”, conta. A sala está repleta de coleções das mais diversas (de obras de arte a garrafas e pedras), com a fotografa alinhavando tudo. Romulo expõe seus próprios cliques e os de outros fotógrafos,  garimpados em feiras e recebidos de presente. São imagens repletas de histórias e memórias, que o morador descreve entusiasmado. “Guardo lembranças de amigos queridos ou fotos que tirei e que são marcantes para mim.”

banner_gotoshop_casa

 (/)

Clique e conheça a loja CASA CLAUDIA! 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s