São Paulo: como é morar no Edifício Louveira

De olho na praça: empresário conta como é viver no tradicinal Edifício Louveira (e curtir a vista para a praça Vilaboim)

Passaram-se dez anos de namoro com o Edifício Louveira, até o empresário Aluízio de Sousa e Castro Filho achar um apartamento à venda e ter a quantia necessária para comprá-lo. “A planta retangular e a integração da construção com a praça Vilaboim tornam esse lugar especial”, diz, se referindo ao marco verde do bairro de Higienópolis. “Tenho a impressão de morar em uma casa ao apreciar da minha sala, no segundo andar, a copa das árvores na rua.” O projeto original de Vilanova Artigas trazia três dormitórios no imóvel de 144 m²: Aluízio deixou apenas um deles e conquistou um jeitão de loft na sua morada. Salas e cozinha integradas (também ao terraço) somam quase 100 m², onde se misturam objetos do universo pop, garimpos curiosos de viagem e de feiras de artesanato paulistanas a peças de design sofisticado. “Combino o high e o low.”

01-sao-paulo-como-e-morar-no-edificio-louveira

 (/)

02-sao-paulo-como-e-morar-no-edificio-louveira

 (/)

03-sao-paulo-como-e-morar-no-edificio-louveira

 (/)

04-sao-paulo-como-e-morar-no-edificio-louveira

 (/)

05-sao-paulo-como-e-morar-no-edificio-louveira

 (/)

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s