VI Prêmio CASA CLAUDIA Design de Interiores: quem ganha em Escritórios e Consultórios

Confira abaixo o projeto vencedor e os finalistas na categoria Escritórios e Consultórios no VI Prêmio CASA CLAUDIA Design de Interiores

01-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

vencedor-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

Encontros que inspiram

Na sede da Coca-Cola, no Rio de Janeiro, o andar reservado a reuniões apresenta duas fachadas envidraçadas – uma com vista para o Pão de Açúcar e outra para o Cristo Redentor. O ambiente recebeu módulos soltos do teto e, quase sempre, desencostados das paredes existentes. Dessa forma, a circulação livre entre as salas favorece a apreciação da paisagem, e a entrada de luz natural é constante. O piso xadrez, as cores dos painéis e das luminárias e os adesivos garantem o humor e a conexão com a marca.

02-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

03-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

04-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

05-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

06-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

07-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

08-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

finalistas-premio-casa-claudia-2016

 (/)

Entre designers do mundo

Em Florianópolis, o escritório traçado por Juliana Pippi é organizado em múltiplos espaços, que mesclam os acabamentos industriais com o calor da madeira e a ergonomia de peças assinadas por profissionais brasileiros e de fora do país. A seleção de móveis, aliás, equilibra desenho moderno e contemporâneo. Nesta sala, entre as alternativas de assento estão as cadeiras Oscar, de Sergio Rodrigues, a poltrona Sayl, do suíço Yves Béhar, e a dupla de Mademoiselle, de Philippe Starck, com assentos revestidos de jeans.

11-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

Sem barreiras para criar

Com uma vocação multidisciplinar, o escritório Superbacana se tornou um delicioso desafio para a equipe do Nitsche. O objetivo: abrigar cursos e times de design, palestras, exposições e outros usos não previstos. Para concretizar o caráter camaleão, os arquitetos equiparam o ambiente com estantes periféricas e mesas-bancadas com rodízios – recurso que permite deslocamentos fáceis para novas configurações de layout. O piso de ladrilho hidráulico, com desenho de Lua e Pedro Nitsche, unifica o ambiente.

12-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

Brinquedoteca para adultos

Num antigo galpão paulistano surge o escritório do arquiteto goiano Leo Romano. O profissional e sua equipe desenvolvem seus projetos imersos em um cenário lúdico, leve e inspirador. Ali, todos têm liberdade para incluir objetos pessoais em suas estações de trabalho – aliás, elas são delimitadas apenas por cores e uma estrutura vazada de madeira que simula casinha de brinquedo, reproduzindo um inusitado skyline. Na mesa central, pilhas de livros são consultadas a qualquer momento.

13-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

Jeito de casa em empresa virtual

O partido arquitetônico do escritório do Airbnb, em São Paulo, teve como inspiração a estética de Burle Marx, com vegetação associada a elementos curvos. Alinhados com a filosofia da companhia de conceber espaços de trabalhos que vão além do esquema mesa-cadeira, o time da MM18 explorou o conforto em sofás, poltronas e banquetas. O carioca Brunno Jahara assina a estampa do tapete do lounge, que dispõe de mesas de reunião, copa e cozinha. Sobre a longas bancada, luminária de cobre da designer Carol Gay.

14-premio-casa-claudia-2016-escritorios

 (/)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.