Ermi van Oers cria luminária que usa planta para gerar energia

A designer holandesa utilizou a tecnologia microbial para criar uma luminária alimentada pela energia resultante da fotossíntese

 (Divulgação/Living Light)

A designer holandesa Ermi van Oers criou uma luminária que usa uma planta viva para gerar sua própria energia. Apresentada durante o Dutch Design Week de 2017, a Living Light utiliza bactérias para converter a energia química que a planta produz durante a fotossíntese em corrente elétrica.

A luminária foi desenhada para ser autossuficiente, ou seja, não precisa ser plugada a nenhuma tomada ou outro dispositivo que forneça energia elétrica. A planta fica encapsulada numa redoma de vidro com uma abertura em cima. Conforme a planta faz a fotossíntese, a matéria orgânica produzida cai na câmara onde fica o solo. A partir disso, os microorganismos entram em ação, quebrando a matéria orgânica e gerando elétrons. Os elétrons são conduzidos a um fio metálico que se liga um anel de LED, o qual se ilumina quando alguém toca nas folhas da planta.

“O potencial é enorme. As luzes das ruas poderiam ser conectadas às árvores. Florestas poderiam se tornar usinas de energia. Plantações de arroz na Indonésia poderiam produzir comida e eletricidade para a população.” – a designer conta em entrevista ao Dezeen.

 (Divulgação/Living Light)

Ermi já começou a aplicar essa tecnologia – conhecida como energia microbial – em espaços públicos. Em colaboração com o município de Roterdã, ela está trabalhando para iluminar um dos parques locais.

“A natureza terá um valor econômico mais alto e nós vamos começar a fazer mais lugares verdes, para que a biodiversidade possa prosperar enquanto diminuem as emissões de gases do efeito estufa ao mesmo tempo.” – ela afirma

 (Divulgação/Living Light)

A designer desenvolveu a luminária junto com o grupo de pesquisa Plant-e, e pretende produzir até 50 unidades até o começo de 2018. Entretanto, Ermi reconhece que essa tecnologia ainda é muito nova, e que a Living Light, em sua forma atual, consegue produzir uma quantidade de energia muito pequena.

“Eu espero que cheguemos ao ponto em que todo o vaso para plantas será equipado com essa tecnologia, e todos saberão com certeza que as plantas são uma parte vital do nosso sistema de energia.”

 (Divulgação/Living Light)

Neste ano, a sustentabilidade foi tema central do Dutch Design Week, onde os designers exploraram materiais residuais e energias alternativas em seus projetos como resposta à mudança climática devido ao aquecimento global.


Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s