Quarto de bebê com decoração sem gênero

O ambiente foi reformado antes do sexo do bebê ser conhecido. O décor é moderno e conta com parede de cimento queimado e iluminação cênica

 (Paula Giolio/Raízes Fotografia/Manga Rosa Arquitetura)

Antes mesmo de saber o sexo do bebê, o casal de moradores deste apartamento na Gávea, Rio de Janeiro, chamou as meninas do escritório Manga Rosa para fazerem o quartinho do novo membro. E esse foi o maior desafio do projeto.

 (Paula Giolio/Raízes Fotografia/Manga Rosa Arquitetura)

Os pais queriam um ambiente descolado, que refletisse a personalidade criativa deles. Assim, as paredes ganharam revestimento de cimento queimado, tubulação galvanizada aparente e iluminação cênica.

 (Paula Giolio/Raízes Fotografia/Manga Rosa Arquitetura)

Quem ocupa o quartinho hoje é a Liz, e a poltrona que sua avó usava para ninar seu pai, ganhou espaço no ambiente. O armário em madeira de Pinus aquece o décor enquanto quadros, pôsteres e bichinhos de pelúcia dão mais personalidade.

 (Paula Giolio/Raízes Fotografia/Manga Rosa Arquitetura)

As fotos foram feitas para a revista de design infantil Na Toca.

 (Paula Giolio/Raízes Fotografia/Manga Rosa Arquitetura)

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.