13 peças para apostar em um visual artsy

Dobradinha supercool, obras de arte contemporâneas e peças de design com mood artístico convertem a casa em galeria privê

Dobradinha supercool, obras de arte contemporâneas e peças de design com mood artístico convertem a casa em galeria privê A linogravura Untitled (Woman 1), de Christoph Ruckhaberle, emoldura o living parisiense assinado pelo arquiteto Alireza Razavi. Sobre a mesa de centro, de Julien Brunet, escultura da galeria Patrick Fourtin.

A linogravura Untitled (Woman 1), de Christoph Ruckhaberle, emoldura o living parisiense assinado pelo arquiteto Alireza Razavi. Sobre a mesa de centro, de Julien Brunet, escultura da galeria Patrick Fourtin. (Stephan Julliard/Revista CASA CLAUDIA)

A revolução digital, entre tantas mudanças, também chacoalhou o mundo das artes. “Com ela, a informação sobre esse universo se popularizou, o fascínio cresceu e fez surgir um boom de colecionadores”, afirma o arquiteto francês Alireza Razavi.

Dobradinha supercool, obras de arte contemporâneas e peças de design com mood artístico convertem a casa em galeria privê Neste outro projeto de Alireza Razavi, o living combina banco de nogueira Conoid, de George Nakashima, luminária de Serge Mouille e mesa de mármore Cumulus.

Neste outro projeto de Alireza Razavi, o living combina banco de nogueira Conoid, de George Nakashima, luminária de Serge Mouille e mesa de mármore Cumulus. (Stephan Julliard/Revista CASA CLAUDIA)

No décor, o reflexo disso é um sopro de estilo. “A arte, em todas as suas manifestações, está mais integrada aos interiores”, completa. Além de quadros, esculturas e instalações, o mix atual incorpora e valoriza os objetos de design-arte. “Peças que, ao falar com o intelecto e a emoção, desafiam os limites estabelecidos estão em alta”, diz Béatrice Saint-Laurent, dona da galeria parisiense BSL.

Veja também
Dobradinha supercool, obras de arte contemporâneas e peças de design com mood artístico convertem a casa em galeria privê No loft dos designers Job Smeets e Nynke Tynagel, do Studio Job, em Antuérpia,
na Bélgica, se destacam obras dos próprios moradores: a escultura Circus (Textiel Museum) e a luminária Sconce (Venini). Espelho de Benno Premsela e cadeira de argila de Maarten Baas.

No loft dos designers Job Smeets e Nynke Tynagel, do Studio Job, em Antuérpia,
na Bélgica, se destacam obras dos próprios moradores: a escultura Circus (Textiel Museum) e a luminária Sconce (Venini). Espelho de Benno Premsela e cadeira de argila de Maarten Baas. (Germano Borrelli/Revista CASA CLAUDIA)

Para a marchand, a escolha ideal sempre envolve um diálogo entre a obra e quem a aprecia. O segredo? “Confiar no olhar e no coração. Também é importante nutrir o instinto em museus e galerias”, ensina. Aí dá match!

Confira nossa seleção:

https://www.youtube.com/watch?v=sbZuwMCqaqc

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

  1. Artesanei.com.br Shopping Artesanato top!

    Novo Shopping – Descubra fabricantes, designers independentes e empreendedores criativos de todos os lugares, tudo em um só lugar. https://artesanei.com.br