Água de passar e refrescante de lençol: aprenda a usar

Refrescante de lençóis e água de passar ajudam deixa suave perfume e delicada maciez nas roupas. Mas não confunda: cada produto tem um tipo diferente de aplicação

agua-de-passar

 (/)

Tanto a água de passar quanto o refrescante de lençóis têm o principal objetivo trazer bem-estar para quem usa os tecidos. Mas são usados em momentos diferentes, com funções diversas. Conversamos com a aromaterapeuta e especialista em fragrâncias Stefania Allodi para entender melhor como cada produto funciona e como usá-los.

Água de passar

O que é?

Um líquido que deixa os tecidos mais macios na hora de passar a ferro. Em geral, águas de passar contêm emolientes – compostos químicos que trazem suavidade – e misturas de polissorbatos, produtos que dificultam a proliferação das bactérias. Com o calor, o produto se impregna nas tramas e fragrância passa para o estado gasoso.

Como usar?

“Borrife o produto a certa distância para não ter perigo de manchar”, conta Stefania. Normalmente as pessoas conseguem bons resultados com o borrifador a 30 ou 40 cm da trama.

Dica

Tecidos com pouca quantidade de fibras naturais, como o poliéster ou mistura de elastano e algodão, são mais frágeis. Por isso, devem receber menos concentração do produto – a água de passar possui um pouco de álcool na fórmula e ele pode causar manchas nestes tecidos na hora de passar.

Refrescante de lençol

O que é?

O refrescante de lenço é um produto em spray que, quando aplicado sobre o tecido o deixa com cheiro refrescante e de de recém-lavado. A fórmula dos produtos possui água, álcool etílico, essência, conservantes e umectantes. Ele é recomendado mesmo para quem consegue seguir à risca a recomendação de trocar os lençois duas vezes por semana.  

Como usar?

Aplique todos os dias antes de deitar, espere alguns segundos para secar e pronto: pode mergulhar nos lençóis. “O sistema límbico é acionado toda vez que respiramos um aroma diferente”, conta Setafania. “O produto age trazendo bem-estar”, acrescenta.

Dica

Se for comprar pela primeira vez, escolha produtos com fragrâncias familiares. “Lavanda é curinga”, explica Stefania. Ela também gosta da sensação olfativas clássicas, como patchouli , âmbar, composições cítricas e florais. Mais testadas, essas substâncias oferecem menos riscos de alergias a fragâncias. 

Se quiser inovar, use o bom senso: compre uma embalagem pequena. Também dê um tempo até o sistema límbico se acostumar à nova fragrância – a tendência é que você sinta o cheiro com menos intensidade depois de alguns dias.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s