Ambiente: delicadeza e estampas da natureza são tendência em Frankfurt

Encantar os olhos, as mãos e o olfato. No caldeirão de tendências apresentadas na feira alemã Ambiente, realizada no mês passado em Frankfurt, sobressaiu o desejo de impressionar pela delicadeza. Tons, formas e estampas da natureza também ganharam destaque numa tentativa de nos reaproximar do essencial

Em ritmo suave  

A tônica é se deixar envolver numa atmosfera de bem-estar  

Há um senso de liberdade no ar. No entanto, quanto mais livres somos, mais queremos retornar às origens. Referências do passado viram inspiração para designers. Ao projetar um centro de mesa, o italiano Guido Venturini se lembrou de quando sua mãe passava horas tricotando no sofá. A simplicidade está em alta assim como a leveza, traduzida em refinados materiais, suaves matizes e formas em movimento.

Valores: Transparência, Memória, Simplicidade

Natureza arrebatadora

Flores, frutos e pássaros se multiplicam nas coleções  

Se o ambiente urbano dificulta a vivência dos prazeres naturais, o jeito, então, é levar não só plantas para casa mas também objetos, estampas e materiais que nos remetam a esse universo. Antenada com a proposta, a alemã Villeroy & Boch acrescentou novos itens e desenhos à linha de louças Amazonia, inspirada na floresta tropical e sucesso de público. A Rosenthal, também alemã, não deixou por menos e imprimiu a idílica paisagem dos campos do sul da Europa em sua fina porcelana.

Valores: Vivacidade, Respeito, Exuberância

As escolhas da editora

(Confira aqui alguns dos primeiros cliques da feira Ambiente feito pela editora Regina Galvão)

 (/)

Olhar para outras culturas

Esbanja charme o banco Coiled (“enrolado”), com assento que remete a um chapéu. O autor, o norte-americano Harry Allen, estudou em técnicas artesanais de cestaria das Filipinas para criá-lo com rattan e madeira. Lançamento da Umbra Shift, uma divisão da marca canadense Umbra, que investe em propostas inovadoras de design.

 (/)

Convidados são bem-vindos

Este parece ser o sonho de consumo de quem mora em pequenos espaços: uma cadeira mignon que se transforma num sofá de oito ou 16 lugares, suportando de 960 a 1 440 kg, dependendo do modelo. O Flexiblelove, da alemã Gerling Living, combina estrutura de madeira com miolo de papelão que se abre como uma sanfona, permitindo diversas configurações. Para completar, ele ainda é 100% reciclável!

 (/)

Pintando o sete

Mesmo quem tem a solidez de 200 anos de tradição precisa se reinventar. É o caso da inglesa Royal Doulton, que usou de irreverência ao emprestar o clássico azul e branco de sua porcelana à coleção Pacific, com seis padrões descolados. A ordem é não formar conjuntos iguais e abusar da mistura de desenhos na hora do chá ou do jantar.

 (/)

Luz e sombra  

Difícil não se deter diante da luminária de mesa Light, do estúdio japonês Yoy, fundado em 2011 com a ideia de estabelecer inusitadas relações entre o espaço e o objeto. O recorte de uma cúpula de abajur iluminado por LED na haste de alumínio (35 cm de altura) produz um efeito que emociona.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s