Artesanato do Piauí: santos esculpidos em madeira

Mestres santeiros do Piauí mantêm viva a tradição de esculpir belíssimas imagens na madeira

Enquanto muitos artesãos populares trocaram a madeira pelo barro, os mestres santeiros do Piauí continuam de formões em punho, fazendo questão de usar troncos maciços do nobre cedro para esculpir figuras divinas. “Esse é o núcleo mais importante de santeiros do país. As peças primam pela técnica apurada, solidez e beleza”, diz Maria Amélia Vieira Soares, da Galeria Karandash, de Maceió. “Eles resistem e fazem escola”, afirma Roberto Rugiero, da Galeria Brasiliana, de São Paulo. O primeiro mestre foi Dezinho (1916-2000), que definiu um estilo próprio e inspirou os sucessores. Cada um construiu sua identidade, mas todos utilizam em suas obras elementos característicos da região. “Em vez de rosas, são as folhas da carnaúba que enfeitam as vestes. Mestre Cornélio esculpe os pássaros da fauna local. E mestre Expedito eterniza em suas figuras o principal traço das imagens sacras do Piauí: a doçura”, observa o arquiteto pernambucano Carlos Augusto Lira, colecionador de arte popular.

Mestre Expedito

Expedito Antônio dos Santos, 79 anos, começou a esculpir aos 35. Logo ganhou o primeiro lugar numa mostra de artesanato em Teresina. Lá, uma professora de belas-artes profetizou: “Serão tantas as encomendas que nunca mais vão parar”. E ela estava certa. Em 1969, foi convidado a ensinar o ofício em escolas públicas e a multiplicar sua obra. São cerca de 12 mil peças espalhadas pelo mundo: um anjo decora a Casa Branca e há outro no Vaticano. Para explicar o sucesso, ele teoriza: “Tem de gostar de religião, da história dos santos e ser criativo”.

Mestre Cornélio

A história de esculpir santos de José Cornélio de Abreu, 56 anos, começou aos 15, quando foi convidado a fazer o Cristo da igreja do bairro onde morava. “Trabalhava com meu pai na carpintaria e o padre insistiu para eu ajudar o escultor cearense Carlos Barroso. Logo depois, encomendaram uma Piedade de 1,60 m de altura. Foi aí que me animei. Comecei a fazer totens de todos os tamanhos, misturando santos com o que vejo na natureza”, diz um dos mais premiados santeiros do país, cujas esculturas encantam pela riqueza de detalhes.

01-artesanato-do-piaui-santos-esculpidos-em-madeira

 (/)

02-artesanato-do-piaui-santos-esculpidos-em-madeira

 (/)

03-artesanato-do-piaui-santos-esculpidos-em-madeira

 (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s