Guia de compras de móveis na internet: 7 orientações importantíssimas

As compras online de móveis e eletrodomésticos não são novidade, mas muita gente ainda tem um pé atrás com a prática. Com a ajuda dos nossos leitores, listamos tudo que é necessário checar antes de fechar negócio. Confira

sala-capa2

 (/)

Que o medo de comprar virtualmente está fora de moda, você já sabe. Ainda que exista a preocupação com a clonagem de cartão, hoje, os sites de e-commerce oferecem diversas opções de pagamento que incluem boletos bancários, transferências e a modalidade de mercado pago ou pague seguro. É impossível, porém, negar que dá muito mais frio na barriga comprar um sofá do que uma calça. O que é óbvio: se a calça não servir, basta embrulhar e despachar para o lojistas, mas o que você faz com um sofá que não deu certo? É bom saber que você tem o direito de se arrepender da compra durante sete dias úteis após a entrega do produto – quando a loja tem a obrigação de devolver o valor pago e buscar a peça. Infelizmente, não é sempre que isso acontece prontamente e você pode passar dias com o sofá ocupando espaço em casa até que o processo de devolução seja acertado.

A maior queixa com relação às compras online, no entanto, costuma ser o descumprimento do prazo de entrega. Em uma breve consulta aos leitores da comunidade CASA CLAUDIA, muitos deles contaram ter tido problemas com prazos principalmente no período das férias de fim de ano quando o décimo terceiro vem como uma benção para a renovação da decoração da casa. Foi o que aconteceu com a leitora Jaque Coelho, de Irará na Bahia, que comprou uma TV para a mãe no fim do ano passado e ficou quase dois meses esperando a entrega. Quando reclamou, Jaque descobriu que o caminhão que transportava o produto havia tido sua carga roubada. A mesma justificativa foi usada com a leitora Jane Borré Kaiser, de Santo Ângelo no Rio Grande do Sul, quando a sua máquina de lavar demorou muito mais do que o prazo de quinze dias para ser entregue. Assim como a Jaque e Jane, muitos outros leitores da comunidade revelaram que, nas cidades pequenas, a melhor opção de compra é sempre pela internet já que ela garante um preço mais em conta e uma variedade de produtos maior do que aquela das lojas da sua região – opinião da internauta Monice Moura Terra, também do Rio Grande do Sul. Para ela, o atraso do prazo de entrega também rendeu sofrimento e, mais especificamente, dores nas costas já que a cama encomendada chegou muito antes do que o colchão novo.

Por isso, é importante preparar-se para a compra. Com a ajuda dos nossos internautas, listamos alguns pontos de atenção que você deve ter antes de comprar. Confira:

1. Meça tudo. A primeira coisa que você deve fazer ao comprar um móvel pela internet é medir. Saber exatamente quais são as dimensões do produto vai te ajudar a entender se ele serve ou não para a sua casa. “Cheque todas as medidas do ambiente”, ensina Claudia Alionis, do escritório Cactus Arquitetura e Urbanismo. Uma dica é preencher o espaço destinado a peça com folhas de jornal ou fita crepe no chão – assim fica mais fácil visualizar. E tem mais: muito cuidado com as medidas equivocadas que podem estar na internet. Se possível, cheque no site de compras e também no site do fabricante. O designer de interiores Thiago Augusto Santos conta que comprou um guarda-roupa em MDF para o apartamento de um casal de amigos que possuía as medidas de maneira não ortodoxa: no lugar de Largura x Altura x Profundidade; estava Altura x Largura x Profundidade. O resultado foi uma dor de cabeça absurda, contornada apenas com arremates que a loja se propôs a fazer para minimizar os transtornos. Conclusão: medir atentamente é fundamental.

2. Será que é essa a cor? O que temos acesso online é apenas a foto do produto, logo é comum que os tons sejam um pouco diferentes na vida real. Cheque a informação via chat no site de compras ou use atendimento telefônico para tirar a dúvida. O mesmo vale para tecidos e acabamentos. Caso o site possua uma seção de reviews dos produtos, leia atentamente. Geralmente, os compradores costumam alertar para defeitos encontrados nas peças. Sempre vale a pena confirmar. Lembre-se do começo desta reportagem: não é tão simples devolver um sofá.

3. Que tal uma visita a um showroom? Muitas lojas online possuem pequenos showrooms com alguns produtos expostos. Se aquele que você quer adquirir está lá, não hesite. Confira pessoalmente antes de finalizar a compra.

4. Peça amostras. Se você ainda não se convenceu de que aquela poltrona tem um bom revestimento, cheque se a loja não envia amostra de tecidos para os clientes. É raro, mas é sempre bom ter certeza. Pergunte via atendimento ao consumidor.

5. Será que eu vi um sofá igual a este na sua sala? Veja bem: esta dica parece loucura, mas é uma boa ideia. Copie a foto da peça da loja online e jogue o arquivo no ícone de foto do google.com/images. Assim que fizer isso, você verá em quais outros sites esta peça está à venda: o que pode te revelar a disparidade de preços do mesmo produto em vários sites. Mas não é só isso: a pesquisa pode te ajudar a visualizar a peça (ou até outras parecidas) ambientadas. Quem sabe alguém que comprou aquela luminária, não tenha publicado uma foto dela num criado-mudo? É tudo que você precisava para decidir.

6. Cheque TODOS os detalhes. Simplesmente todos. Pode soar repetitivo, mas cada peça requer um olhar atento. Por exemplo, no caso de eletrodomésticos, é importante sempre checar a voltagem. Na compra de fogões, por exemplo, é importante checar a saída de gás. A internauta Carla Daniela Ribeiro Araújo, de São Paulo, comprou um de seis bocas recentemente. Quando ele chegou, ela descobriu que o lado da saída de gás não estava onde ela precisava. Para conseguir instalar, Carla teve que fazer algumas adaptações.

7. Confira a reputação da loja. Nossos leitores dão a dica: cheque no Reclame Aqui como a loja se comporta com os clientes. O e-bit, que avalia a satisfação do internauta, também é muito importante. “Sempre verifico, pelo menos, neste dois sites. Além disso, pago sempre via pague seguro ou mercado pago”, orienta Sandra Valeria de Araújo Barbosa, nossa leitora de Ribeirão Preto.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s