Guinter Parschalk: um roteiro do lightening designer em Berlim

Cinco dicas do lighting designer Guinter Parschalk para apreciar o design e a arquitetura de Berlim, a histórica capital alemã.

*Matéria publicada em Casa Claudia Luxo #31 – Novembro e Dezembro de 2012

06-guinter-parschalk-lightening-designer-berlim

 (/)

A primeira vez que Guinter Parschalk esteve na capital da Alemanha não foi a trabalho, mas em férias. Na época, o arquiteto e lighting designer, que atualmente comanda o Studio Ix, em São Paulo, morava e trabalhava em Munique. Em meados de 1981, quando o comunismo ainda imperava, foi desvendar as duas faces de Berlim. “De lá para cá, estive mais três vezes,  inclusive no dia da queda do muro, em 1989”, lembra. Quase 23 anos depois, a cidade foi totalmente reconstruída e hoje é referência em arquitetura contemporânea e cultura.

 

01-guinter-parschalk-lightening-designer-berlim

 (/)

 

 

O roteiro arquitetônico indicado por Guinter começa no Hotel Nhow (1), criação do escritório NPS Tchoban Voss. Uma de suas torres é toda feita de vidro e desafia a física ao ser colocada a uma distância de 21 m para fora do eixo do edifício. “Visto de barco do rio Spree, é espetacular, principalmente ao anoitecer”, comenta o designer.

 

02-guinter-parschalk-lightening-designer-berlim

 (/)

 

 

 

 

A cerca de 5 km dali está o Museu Judaico de Berlim (2), projetado pelo arquiteto Daniel Libeskind. A fachada com formas metálicas se destaca no exterior do local, que conta a história dos judeus durante o regime nazista. O terceiro destino é a histórica Pariser, praça que marcava a antiga divisão da cidade.

 

03-guinter-parschalk-lightening-designer-berlim

 (/)

 

 

 

Lá, a sede de um banco abriga Plenum (3), uma estrutura de vidro e metal que abraça uma sala de convenções e se estende até o teto, obra de Frank O. Gehry.

 

04-guinter-parschalk-lightening-designer-berlim

 (/)

 

 

 

 

 

 

Com mais 15 minutos de caminhada, é possível assistir a uma peça de teatro na Casa das Culturas do Mundo (4), espaço dedicado à arte contemporânea internacional. O projeto de 1957, elaborado por Hugh Stubbins, Düttmann e Mocken, é conhecido como Ostra Grávida, devido ao formato de concha.

 

05-guinter-parschalk-lightening-designer-berlim

 (/)

 

 

 

 

O passeio termina nas escadas que circundam a cúpula de vidro e aço do Palácio do Reichstag (5), a sede do parlamento alemão, que foi reconstruída em 1999 por Norman Foster. A estrutura transparente permite contemplar em 360 graus a paisagem histórica e visionária de Berlim.

 

 

 

 

*Matéria publicada em Casa Claudia Luxo #31 – Novembro e Dezembro de 2012

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s