Maison & Objet Americas: os designers em quem devemos ficar de olho

Quem são os seis talentos em ascensão no design latinoamericano, de acordo com a feira Maison & Objet Americas

Todos os anos, a Maison & Objet apresenta, em suas duas edições parisienses (uma em janeiro, outra em setembro), os principais lançamentos de empresas de design e decoração do mundo todo. Desde 2015, a feira francesa resolveu expandir suas fronteiras e elegeu Miami Beach como a sede no continente americano. Nasceu assim a Maison & Objet Americas, que tem como objetivo reunir o melhor do design latinoamericano em um evento de quatro dias — que, neste ano, acontece de 10 a 13 de maio no Miami Beach Convention Center. Quem recebe as honras de designer do ano — uma tradição da feira — na versão americana é Rafael de Cárdenas. Você lê aqui uma entrevista completa com o designer, que esteve em São Paulo em março. Mas vale a pena ficar de olho nos seis profissionais ou coletivos que ganharam o destaque como os rising talents — ou seja, os talentos em ascensão da feira. Confira um pequeno perfil de cada um deles abaixo.

Guilherme Wentz, do Brasil.

 (/)

Se você acompanha as matérias da revista CASA CLAUDIA, você já conhece o trabalho de Guilherme Wentz. O gaúcho de Caxias do Sul, de 28 anos, é um dos nomes de destaque na feira em Miami. Dono de um traço simples e ao mesmo tempo sofisticado. Suas peças chamam a atenção desde que se formou na faculdade de design de produto. A mesa Officer, que fazia parte do seu trabalho de conclusão de curso, acabou sendo produzida pela Decameron. De lá para cá, assinou peças para a Riva, Arquivo Contemporâneo e Cremme — entre outros. Já coleciona alguns prêmios importantes, como o Idea Brasil e o iF Design.

 

Samuel Amoia, dos EUA.

 (/)

Este designer americano, baseado em Nova York, é conhecido por inserir materiais naturais de maneira inovadora na produção de móveis. Possui projetos em Miami, Nova York, Chicago, Dallas, Berlim e Londres. Além disso, ele também flerta com a moda, tendo trabalhado com as marcas Stella McCartney, Neiman Marcus e Calvin Klein.

 

AdHoc, do México.

 (/)

A dupla de designers Juan José Nemer e Mauricio Álvarez, do escritório AdHoc, tem o compromisso de criar peças ou ambientes decorados que dialoguem com a cultura artesã mexicana — principalmente remetem ao uso de materais naturais e manufatura. A mesa Antelmo, que traz pernas de madeira esculpidas no formato de um Molinillo (tradicional peça da cozinha mexicana) é um belo exemplo disso.

 

Javier Gomez, do Panamá.

 (/)

É o fotógrafo da turma de talentos em ascensão. Seus cliques de arquitetura e de peças de design demonstram uma estética própria. Já assinou trabalhos para Fendi Casa e BVLGARI, além de Hillary Swank, Bill Clinton e Pelé.

 

Great things to people, do Chile.

 (/)

O coletivo de designers chilenos Tamara Pérez, Sebástian Rozas, Guillermo Parada, Victor Imperiale e Eduardo Arancibia criam peças que unem o know-how dos artesãos chilenos com o conhecimento em tecnologia — esse método que o estúdio propõe é apelidado de paracrafting.

 

Ben Medansky, dos EUA.

 (/)

O ceramista americano cria peças cheias de poesia em uma oficina no subúrbio de Los Angeles. Toda a sua produção é manual.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s