Milão: design para reinventar a vida

Na semana de design de Milão, criar ainda é um grande prazer. Dos profissionais iniciantes aos mestres, chega o mesmo aprendizado: o design pode motivar as melhores emoções e transformar o dia a dia.

Sim, a sombra da crise econômica ainda paira sobre as melhores marcas. Mas isso não é motivo para deixar de inovar. É essa capacidade que transformou o design italiano numa referência. “Nós arriscamos. Essa coragem é o valor do Salão Internacional do Móvel”, afrma Claudio Luti, dono da Kartell e novo presidente da Cosmit, organizadora da feira, que, em sua 52ª edição, atraiu mais de 324 mil visitantes, entre 9 e 14 de abril. Coragem, tecnologia e um faro para os novos jeitos de morar – a receita transformou em móveis os desejos contemporâneos, como se viu em estandes como o da Moroso, cujo sofá Bikini Landscape foi a estrela, um resumo de várias tendências. “É o sofá do futuro”, aposta seu criador, Werner Aisslinger. Um futuro agradecido ao passado: nele também se viam os rosas, amarelos e azuis-pastel comuns a muitos lançamentos. Superdécada de 1950. (assista ao vídeo!) 

Busca pelo inesperado

O que faz um móvel resistir ao tempo e se transformar num clássico? “Existe em seu design algo inesperado. Você o sente no coração e é isso que faz com que ele viva para sempre”, defne o designer Marcel Wanders. Ele sabe do que fala, pois surpreender é a primeira vocação de sua marca, a Moooi, destaque do Fuori Salone, os eventos que esquentam a cidade para além dos pavilhões da feira. Também é uma vocação de nomes como os brasileiros Fernando e Humberto Campana, cujas camas para a Edra evocaram bons sonhos. Mas mesmo as formas mais inovadoras confrmaram certa parcimônia herdada dos últimos anos: é preciso economizar material e criar produtos acessíveis, pensados para uma Europa real – e em crise. Estamos vivendo um novo minimalismo?

Homenagem ao manual

Um tema comum está no ar: aqui e ali, surge uma referência ao artesanato. Era esse o mote do Salão Satélite, setor da feira dedicado aos novos talentos, com curadoria de Marva Griffin. “Jovens designers precisam descobrir o valor dessas tradições”, diz. Da mesma forma, grandes marcas apostaram em peças cujo visual alude a essa busca. Na B&B Italia, a vitrine evidenciava o material de seus novos banquinhos – uma trama de peças de couro que parecem encaixadas uma a uma. Por mãos cuidadosas.

Entrevista com Nika Zupanc: histórias de uma diva

Pense numa diva de cinema de tênis All Star. Essa é a eslovena Nika Zupanc. “Nika faz um mix de coisas simples e clássicas sob um novo ponto de vista”, define o curador italiano Vanni Pasca. A designer despontou em 2008 com a luminária Lolita, da Moooi.

 

O que você quer provocarcom suas criações?

Tento contar histórias por meio de objetos de elegância atemporal. Para mim, este é o único jeito de ser sustentável: produzir peças que possam ser herdadas. Queria fazer design como VirginiaWoolf escrevia.

 

Como isso se dá na prática?

Tento sair do técnico-racional e busco uma reação emocional ao design. A Runaway Lamp, que criei este ano para o Spazio Rossana Orlandi, inspira uma experiência, que descrevo como “remédio para corações nômades”.

Entrevista com Marcel Wanders: Deixe-me surpreendê-lo

 

Ousar é uma palavra recorrente na fala do designer holandês Marcel Wanders. É também muito adequada para descrever a Moooi, marca que ele fundou em 2001 ao lado de Casper Vissers. No espaço na via Savona, a nova coleção, com peças como o lustre plano de Wanders, foi ambientada como uma casa normal. Os moradores? Manequins de vitrine.

 

 

 

Como você quer que a Moooi seja lembrada por essa exposição?

Espero que a gente convença as pessoas de que nossas peças, apesar de fortes e icônicas, podem compor juntas ambientes completos. Somos apaixonados por design! Todos os dias, procuramos talentos que proponham inovações fantásticas. Nessa montagem, criamos uma plataforma para que eles brilhem.

 

Onde encontra esses talentos?

Nos lugares mais inesperados. O importante é você saber que não vai achar nada onde já procurou ontem. Deve estar preparado para encontrar as pessoas de forma imprevista.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s