Novas TVs da Samsung se integram ao décor

Em vez de uma tela escura, a TV desligada pode mostrar uma paisagem ou até mesmo ficar disfarçada na parede

TV Samsung

 (Divulgação/Samsung)

O que fazer com as grandes telas pretas que passaram o ocupar as paredes conforme as TVs cresceram de tamanho? Os lançamentos da linha QLED da Samsung para 2018, apresentados num evento global da marca em Nova York, buscam dar novos usos para a TV desligada e, assim, fazer com que os equipamentos, mesmo os maiores, se integrem melhor à decoração. “Saímos do conceito de telas estáticas para o de telas inteligentes”, diz Jonghee Han, presidente da divisão de visual display da Samsung Electronics.

TV Samsung

 (Divulgação/Samsung)

A primeira novidade é o ambient mode, que permite, entre outras possibilidades, camuflar a TV na parede em que ela está instalada. “Basta fotografar a TV em frente à parede, enviar essa imagem para a TV, e ela mesma tratará de preencher o desenho que falta para se mesclar com o fundo, seja ele uma pintura, um papel de parede, um painel de madeira ou tijolos”, conta Erico Traldi, diretor associado de produto das áreas de TV e áudio e vídeo da Samsung Brasil. Outra ideia é deixar uma paisagem em exibição na tela. É possível, ainda, acrescentar informações a essas imagens, como hora, temperatura e condições de tráfego. Nos Estados Unidos, a Samsung firmou uma parceria com a New York Times Company para a visualização de notícias.

Ainda pensando no décor, a Samsung apresentou o One Invisible Connection, um cabo fino e transparente capaz de transmitir dados e energia elétrica ao mesmo tempo e que, assim, elimina o emaranhado de fios na instalação do aparelho. Ele está disponível para todas as novas TVs QLED. Além disso, os equipamentos seguem com o sistema de fixação “no gap”, já lançado no ano passado: um suporte que coloca a TV rente à parede, sem espaçamento.

TV Samsung

 (Divulgação/Samsung)

Já disponíveis nos Estados Unidos, os lançamentos trazem TVs com tamanhos entre 49 e 88 polegadas, com 8K de resolução de imagem (a maior do mercado era de 4K até então). O investimento na melhoria da imagem conta ainda com tecnologias que aumentam o contraste, tornam as cores mais vivas e fiéis, eliminam reflexos e fazem a adaptação automática à luminosidade do ambiente. No Brasil, os modelos chegam a partir de maio, a tempo da Copa do Mundo.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s