Vídeo: Espedito Seleiro, o rei do couro no Brasil

Aos 76 anos, o mestre cearense Espedito Seleiro se mantém ativo criando de roupas a mobiliário

01-espedito-seleiro-o-maior-artesao-de-couro-do-brasil

 (/)

Espedito Seleiro carrega no nome a tradição familiar de fabricar selas e outros itens da indumentária do tropeiro. Seu pai, artesão habilidoso, ganhou fama no Cariri ao fazer sandálias para Lampião. Espedito, por sua vez, orgulha-se de ter confeccionado as vestes de alguns ídolos nordestinos, como Luiz Gonzaga e Dominguinhos. No ano passado, em mais um reconhecimento a seu primoroso trabalho, o cearense se juntou aos irmãos Campana para lançar uma linha de mobiliário consagrada aqui e no exterior.

O frenético entra e sai de gente na oficina do mais renomado artesão do couro no país não tira dele o bom humor. Espedito Veloso de Carvalho se acostumou a essa rotina desde que assumiu o sustento da família por causa da morte do pai, 45 anos atrás. “Fui juntando meus seis filhos com meus nove irmãos e fazendo um monte de pessoas trabalhar comigo”, conta. Às 5 da manhã, quando ainda há silêncio, ele se acomoda na alta bancada de madeira e começa a recortar os moldes de couro. “Gasto meu tempo aqui até a hora do sono chegar.” Do outro lado da rua ficam sua loja, gerenciada por uma das noras e, na mesma calçada, o Museu do Couro, inaugurado por ele em dezembro de 2014 e que guarda relíquias como a máquina de costura com brasão, herdada do bisavô. Em Nova Olinda, CE, Espedito é considerado cidadão ilustre, mas isso não interfere nos hábitos simples. “Já tive muito convite para morar em outros lugares, mas daqui não saio. Quero que venham me visitar, comprem na venda da esquina e se hospedem no hotel da região. Dessa forma, ajudo a quem sempre me ajudou”, afirma. Seu prestígio expandiu fronteiras em 2005, quando criou calçados e acessórios para um desfle da Cavalera na São Paulo Fashion Week (SPFW). Agora, o mestre repassa seu conhecimento aos netos. “No dia em que eu partir, meus meninos continuam. Dizer que eles têm o conhecimento igual ao meu, não digo, mas o que eles fazem eu assino embaixo.”

Arte Popular e Design em grande parceria

Assinada pelos irmãos Campana para a Firma Casa, a coleção Cangaço brilhou na feira Design Miami, realizada em dezembro de 2015 na Flórida, nos Estados Unidos. Os seis itens, revestidos de couro numa bela mistura cromática, resultaram da união dos paulistas com o mais famoso mestre coureiro do Brasil. “Fernando e Humberto já são quase da família. Não procuram ser melhores do que ninguém, e eu também não”, diz Seleiro. A conversa do trio começou depois que o artesão topou revestir uma cadeira enviada, pelos designers, a Nova Olinda. “Eles aprovaram e mandaram mais peças”, conta. A linha estreou em maio, em São Paulo, com uma exposição de grande destaque. “Não deixo que mexam no meu desenho. E, se quiserem mudar, eu não faço.”

20-aespedito-seleiro-o-maior-artesao-de-couro-do-brasil

 (/)

20-bespedito-seleiro-o-maior-artesao-de-couro-do-brasil

 (/)

20-cespedito-seleiro-o-maior-artesao-de-couro-do-brasil

 (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s