A produção eclética da designer holandesa Hella Jongerius

Com seu olhar visionário, a designer possui peças em acervo permanente no MoMa e assina a classe executiva dos aviões da KLM

Hella Jongerius anda sempre com um pé no futuro e outro no passado. (Divulgação/Revista CASA CLAUDIA)

Razão e sensibilidade se misturam na obra da designer holandesa, dona de uma produção eclética, que vai de móveis, tecidos, luminárias e cerâmicas a décor de aeronaves. Formada pela incensada Design Academy Eindhoven, Hella é reconhecida pela abordagem inventiva que dá a seus trabalhos, aliando novas tecnologias a técnicas artesanais antigas. Já sonhou em ser hippie na juventude. Hoje ainda mantém certo espírito rebelde. Se recusa a soluções banais no trabalho ou na vida pessoal. Anos atrás, quis desacelerar seu bem-sucedido estúdio em Roterdã e se mudou com as filhas pequenas para Berlim. “Escolhi uma cidade em que nem tudo gira em torno do dinheiro”, explica.


No Boeing 787 da KLM, a ideia foi criar um ambiente de sossego e acolhimento no espaço da classe executiva. As poltronas, inteiramente repensadas, trazem detalhes como o pequeno armário para itens pessoais acoplado ao console. (Divulgação/Revista CASA CLAUDIA)

Agraciada este ano com o prêmio holandês Sikkens Prize, a designer exibe outras conquistas no currículo poderoso: algumas de suas peças integram a coleção permanente de museus, como o MoMA, em Nova York, e o Victoria and Albert, em Londres, e entre seus clientes figuram marcas como a Vitra e a KLM, que a convidou para assinar o visual da classe executiva dos aviões. Pisando nos astros distraidamente, os passageiros talvez não imaginem que um pedacinho da Via Láctea decora os novos carpetes e poltronas da companhia aérea, pontilhados de azul. Tudo com uma pegada sustentável, pois a trama mistura fios de lã de carneiro e outros vindos da reciclagem dos antigos uniformes das equipes de bordo. Hella gosta de contemplar demoradamente os efeitos da luz nas cores, um de seus temas favoritos. É justamente essa pausa contemplativa que imaginou propor aos viajantes. “Criei um ambiente aconchegante, luxuoso e com mais privacidade.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s