Bienal Brasileira de Design quer provar que o design melhora a vida das pessoas

Bienal Brasileira de Design,  que acontecerá de 15 de maio a 12 de julho de 2015, teve a coletiva de lançamento hoje. Organização começou há dois anos

A 5ª Bienal Brasileira de Design, que acontecerá de 15 de maio a 12 de julho de 2015, em Florianópolis, pretende ser a melhor de todas. “Não digo isso com arrogância, mas estamos nos dedicando há mais de dois anos a essa organização”, assegurou Roselie Lemos, coordenadora do evento, na coletiva de imprensa, realizada em 14 de outubro na sede da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). Para tornar isso possível, ela conta com o tempo estendido – por causa da Copa do Mundo no Brasil, a bienal foi transferida para o próximo ano – e com uma turma de peso, a começar pela curadora-geral da bienal, Adelia Borges. A jornalista especializada em design soma no currículo cerca de 40 exposições em 20 anos. Não é a primeira vez, aliás, que Adelia enfrenta o desafio: ela foi curadora da 3ª edição, em 2010, em Curitiba. “Pretendemos fomentar as ações paralelas, com mostras, palestras e workshops, para que a comunidade local se sinta participante desse momento que ocupará vários espaços da cidade”, disse. Os interessados podem se inscrever no site da instituição até 30 de novembro. Entre os convidados da coletiva hoje, estavam cincos jornalistas estrangeiros – de Portugal, Itália, Colômbia, Argentina e Chile, que se mostraram bem impressionados com as apresentações e prometeram voltar no ano que vem para conferir o evento. “Queremos conseguir cada vez mais visibilidade para o design brasileiro”, afirmou a curadora-geral. Parece que ela está no caminho certo.

Com o tema Design para Todos, a bienal contará com cinco exposições principais: Para Melhorar a Vida, um panorama da produção nacional sob a ótica da diversidade humana, dos projetos públicos e da democratização do acesso; Os Makers e a Materialização Digital, com os novos rumos da tecnologia de fabricação digital; Criação Catarina, uma radiografia da indústria local; Memória LBDI, que resgatará a atuação do Laboratório Brasileiro de Desenho Industrial, órgão de reconhecimento internacional, sediado no estado, de 1984 a 1997; eCartazes, na qual serão expostos 20 trabalhos sobre a temática do evento.

A revista CASA CLAUDIA foi escolhida como a revista oficial da Bienal Brasileira de Design e criou uma coluna mensal para publicar textos de envolvidos no evento. 

Leia o texto de Adelia Borges, curadora geral da 5ª Bienal Brasileira de Design, publicado na revista CASA CLAUDIA.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s