Coleção do MASP é disponibilizada online no Google Arts & Culture

A plataforma, que reúne obras e histórias do mundo inteiro, contará com mais de mil itens disponibilizados pelo MASP

 (Divulgação/MASP)

Obras como As meninas Cahen d’ Anvers (1881), de Pierre-Auguste Renoir, O lavrador de café (1934), de Candido Portinari, e até mesmo peças da coleção de arte pré-colombiana que ainda não foram expostas no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP) já podem ser conferidas no Google Arts & Culture.

 (Divulgação/MASP)

A parceria, inaugurada ontem, inclui mais de mil itens do museu paulistano, acessáveis por linha do tempo, por cor ou por popularidade. Dentre as obras, seis coleções já estão na plataforma, que conta com 40 milhões de usuários únicos por ano e reúne obras e histórias do mundo inteiro.

 (Divulgação/MASP)

Além disso, 12 peças selecionadas pelos curadores do MASP estão disponíveis em realidade virtual (via o app Cardboard) e 20 itens foram digitalizados com tecnologia Art Camera, que capta detalhes dificilmente perceptíveis a olho nu. O objetivo do museu, que possui a coleção de arte europeia mais significativa do hemisfério sul, é que pessoas do país inteiro possam aproveitar o acervo. Escolas também poderão integrar o conteúdo em disciplinas.

 (Divulgação/MASP)

A coleção do MASP está disponível no site do Google Arts & Culture e também nos dispositivos móveis de tablet, Android e iOS. Outros museus parceiros do Google Arts & Culture são o Museé d’Orsay, em Paris, o Smithsonian National Museum of Natural History, em Washington (EUA), e o British Museum, em Londres.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

  1. Eu tenho esse app, realmente é um item imprescindível para a abrangência do conhecimento.